PUBLICIDADE
Topo

Prestes a defender seu título no UFC, Zhang consegue visto de entrada para os EUA

Ag. Fight

19/02/2020 14h16

Após deixar a China em razão da epidemia do coronavírus que assola o país asiático e prosseguir seu camp na Tailândia, Zhang Weili vai finalmente poder viajar para os Estados Unidos, onde pretende finalizar a preparação para sua primeira defesa do cinturão peso-palha (52 kg) do UFC, contra Joanna Jedrzejczyk, marcada para o dia 7 de marçote, em Las Vegas (EUA). De acordo com informações obtidas pelo site 'MMA Fighting' junto ao treinador de jiu-jitsu da lutadora, Pedro Jordão, a campeã recebeu seu visto de entrada para o país norte-americano na última terça-feira (18).

Em janeiro, logo após as notícias sobre o coronavírus serem divulgadas, Zhang - ao lado dos compatriotas Yan Xiaonan e Li Jingliang, ambos também com compromissos agendados pelo UFC - deixou a China em direção à Tailândia. Junto ao seu time, a chinesa desembarcou em Abu Dhabi poucos dias depois, enquanto aguardava a liberação de seu visto de entrada nos Estados Unidos. Agora com o documento em mãos, Weili deve viajar para o país norte-americano no próximo dia 21 de fevereiro.

Por sua vez, Yan Xiaonan - que encara Karolina Kowalkiewicz neste sábado (22), pelo UFC Nova Zelândia - já se encontra no país da Oceania desde a última terça-feira, de acordo com o site 'MMA Fighting', que entrou em contato com seu treinador de jiu-jitsu Ruy Menezes. Enquanto isso, Li Jingliang ainda aguarda a liberação de seu visto de entrada nos Estados Unidos. O peso-meio-médio (77 kg) também está agendado para lutar no card do UFC 248, no próximo dia 7 de março, contra Neil Magny.

Primeira atleta nascida na China a conquistar um cinturão do UFC, Zhang Weili foi coroada campeã peso-palha em agosto de 2019, ao atropelar a brasileira Jéssica 'Bate-Estaca' em menos de um minuto de luta. No MMA profissional desde 2013, a chinesa acumula 20 triunfos e apenas uma derrota em seu cartel. Sua adversária no próximo dia 7 de março, Joanna Jedrzejczyk vem de uma vitória categórica sobre Michelle Waterson e busca recuperar o título da categoria, na qual dominou soberana entre 2015 e 2017.

Esporte