Topo

Fluminense precisa reverter sequência ruim do 1º turno para evitar queda

Fluminense precisa melhorar campanha para evitar a queda - Lucas Merçon/Fluminense FC
Fluminense precisa melhorar campanha para evitar a queda Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC
do UOL

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

19/11/2019 04h00

O empate contra o Atlético-MG, no último sábado (16), manteve o Fluminense em situação delicadíssima no Campeonato Brasileiro. Com apenas 35 pontos, o Tricolor segue na zona de rebaixamento e vê suas chances de queda aumentarem com o fim próximo da competição. Nos últimos cinco jogos, o Flu precisará melhorar em relação ao primeiro turno, onde fez apenas seis pontos, o que dificilmente seria suficiente para se evitar o descenso.

Com apenas uma vitória nos últimos oito jogos, o Tricolor caiu de rendimento, ainda que as atuações não estejam no pior nível alcançado pela equipe na competição. No turno, a sequência de jogos contra CSA, Palmeiras, Avaí, Fortaleza e Corinthians derrubou o técnico Fernando Diniz e esteve inclusa em um momento de cinco partidas sem vitória, quebradas já com o criticado Oswaldo de Oliveira.

O Flu venceu apenas os dois últimos da série, perdendo os outros três. Caso repita a conta, alcançará apenas 41 pontos, o que só foi suficiente para evitar a queda em 2014, a edição com mais baixa média de pontos da história dos pontos corridos. Em 2019, o time comandado por Marcão tem atuais 45% de chances de cair, de acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, e 38,5% de chances, segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que calculam probabilidades no futebol.

Os tricolores calculam pelo menos três vitórias nessas cinco partidas para evitar a volta a Série B após 22 anos. Para isso, bastaria que o Fluminense vencesse os confrontos diretos que possui, algo que não vem acontecendo até aqui. A equipe volta ao campo na segunda-feira (25), no estádio Rei Pelé, para enfrentar o CSA.

Esporte