Topo

Cria de Xerém, Marcos Felipe é opção para o Fluminense sem o goleiro Muriel

Marcos Felipe pode ser alternativa para o gol do Fluminense - 	Mailson Santana/Fluminense FC
Marcos Felipe pode ser alternativa para o gol do Fluminense Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC
do UOL

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

13/11/2019 04h00

Em situação difícil no Campeonato Brasileiro, o Fluminense sofreu uma perda importante para o restante da competição: Muriel, que sofreu lesão na mão e só volta em 2020. Sem seu goleiro titular, o Tricolor tem só duas opções no elenco: Agenor e Marcos Felipe. E se o primeiro convive com críticas dos torcedores, o prata da casa de 23 anos tem sido lembrado e pinta como zebra para ser o substituto no gol. Com passagens por seleções de base, a cria de Xerém pode ser uma "solução caseira" para Marcão.

De contrato renovado até 2022, o jovem sempre foi tratado como esperança do Tricolor embaixo das traves em sua época de divisões de base. Na seleção brasileira, foi vice-campeão mundial sub-20 em 2015, campeão do Torneio de Toulon de 2014 e campeão do Sul-Americano sub-15 de 2011.

Participou também do Mundial e do Sul-Americano sub-17 de 2013, quando se destacou e, com apenas 16 anos, integrou o elenco do Flu que disputou a Libertadores de 2013. As atuações na Al-Kass International Cup daquele ano, competição considerada o Mundial de Clubes da categoria sub-17, renderam elogios do então titular da época Diego Cavalieri.

A partir dali, fincou raízes como reserva dentre os profissionais. O problema é que as chances foram escassas. Com Cavalieri tomando conta da posição até deixar o clube, o goleiro aparecia pouco até no banco de reservas, exceto por vezes em que houve rodízio entre os substitutos. São apenas quatro jogos com a camisa do Fluminense (duas vitórias, um empate e uma derrota), dois como titular e dois entrando durante as partidas. Neles, sofreu seis gols. O aproveitamento é bom: 58,3%, o que seria suficiente, por exemplo, para livrar o Tricolor da queda.

Natural de Serra, no Espírito Santo, Marcos Felipe foi emprestado para o Macaé em 2015, onde fez parte do elenco da equipe na Série B do Campeonato Brasileiro e em outras competições regionais. Por lá, não se destacou. Todos no clube, entretanto, elogiam o atleta, sua dedicação e técnica sob a meta.

Esporte