Topo

Newport luta, mas City vence e vai às quartas da Copa da Inglaterra

JOHN SIBLEY/Action Images via Reuter
Jogadores do City comemoram vitória complicada sobre o Newport Imagem: JOHN SIBLEY/Action Images via Reuter
do UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-02-16T17:30:10

16/02/2019 17h30

Líder do Campeonato Inglês e um dos times mais valiosos do mundo, o Manchester City enfrentou o modesto Newport, da quarta divisão inglesa, na tarde deste sábado (16), em duelo válido pelas oitavas de final da Copa da Inglaterra. Parecia que seria fácil, ainda mais após as goleadas aplicadas contra rivais mais fracos, mas não foi. Com time misto, o City esbarrou na péssima qualidade do gramado e na garra do Newport, mas conseguiu vencer por 4 a 1, com gols de Sané, Foden (2x) e Mahrez. Amond descontou.

O placar elástico não reflete as dificuldades do City no jogo. A equipe, que fez 12 gols em seus dois primeiros jogos na Copa, marcou duas vezes na reta final da partida. O placar estava 2 a 0 até os 43 minutos do segundo tempo, quando Amond fez o gol de honra e o time respondeu com Foden e Mahrez.

LEIA MAIS:
Manchester City atropela Chelsea, faz 6 a 0 e retoma liderança do Inglês
Guardiola admite culpa por reforço de R$ 300 mi não engrenar no City

O resultado mantém a equipe segue viva na competição, que é a única taça que Pep Guardiola ainda busca na Inglaterra. O adversário quartas de final será o vencedor do confronto entre Doncaster e Crystal Palace.

JOHN SIBLEY/Action Images via Reuters
Com dois gols e uma assistência, Foden foi o melhor em campo Imagem: JOHN SIBLEY/Action Images via Reuters

O melhor: Foden

Foden teve sua chance como titular, fez dois gols e deu uma assistência e carregou a equipe na segunda etapa contra o Newport. Sané merece destaque por ter orquestrado a maioria das jogadas de perigo pelo lado esquerdo, enquanto Mahrez, que voltou a ser titular com Guardiola, foi exemplo de empenho e esforço para buscar o gol. Conseguiu deixar sua marca nos acréscimos do segundo tempo.

O pior: Danilo

Carimbou a trave no segundo tempo e só. Diante das dificuldades do meio-campo do City, não fez o que dele se esperava e pouco participou do ataque, assim como Zinchenko. Danilo ganha a disputa entre os piores pelos erros de cruzamento que irritaram Guardiola. Gabriel Jesus, que também teve chance no time titular, teve um primeiro tempo apagado e melhorou após o intervalo.

O modesto Newport surpreende

Time que disputa a League Two, equivalente à quarta divisão do futebol inglês, o Newport surpreendeu ao eliminar Middlesbrough e Leicester e avançar às oitavas da Copa da Inglaterra. Valente, o time não se fechou diante da superioridade técnica do adversário, soube usar o gramado ruim ao seu favor e quase obrigou o City a jogar o "replay", algo que atrapalharia a já lotada agenda do clube.  

Ederson é o primeiro goleiro a trabalhar

Diante de um gramado terrível, o City teve dificuldade para fazer seu jogo e apostou nos passes longos, mas foi surpreendido pelos defensores valentes e contra-ataques rápidos do rival. A primeira chance de perigo veio do lado dos donos da casa. Após cruzamento na área, Bakinson cabeceou e obrigou Ederson a se esticar para fazer a defesa. O City tentava responder com jogadas pelo lado esquerdo, mas a bem postada defesa não facilitava.

City volta do intervalo para resolver o jogo

O Newport voltou com a mesma raça, mas não conseguiu segurar o ímpeto rival. Aos cinco minutos, Sané recebeu do lado esquerdo, tabelou com Gabriel Jesus e bateu forte para o fundo das redes. Mahrez, sempre esforçado, poderia ter feito o seu na sequência, mas parou no goleiro Day.

Ederson quase cede o empate

O jogo ainda estava 1 a 0 quando o goleiro recebeu um recuo e demorou demais para sair jogando. Caiu na pressão de Matt e chutou de qualquer jeito, e teve que correr atrás do prejuízo para afastar o perigo. Pouco depois, se redimiu com uma defesa contra cabeceio de O'Brien.

Foden faz o seu "garante" agenda mais tranquila

Ainda sob o risco de ceder empate e ter que jogar o "replay" (jogo de volta) em Manchester, o que complicaria a agenda já cheia com Inglês e Liga dos Campeões, o City resolveu seus problemas com Foden. Aos 29, o jovem aproveitou contra-ataque, invadiu a área e surpreendeu Day. Só depois de "garantir" a classificação é que Guardiola se sentiu confortável para sacar Fernandinho.

Amond faz gol de honda, mas Foden e Mahrez fecham a conta

Tudo parecia resolvido no Rodney Parade. Até que, aos 43 minutos, Amond fez o gol de honra dos donos da casa. Laporte cabeceou para trás, foi salvo por Otamendi, mas Amond foi mais rápido e bateu por cima do goleiro Ederson. Na sequência, Foden mostrou quem mandava: fez jogada com Sané, deixou três defensores na saudade e bateu certeiro. Aos 48, o garoto abriu para Mahrez deixar o seu.

JOHN SIBLEY/Action Images via Reuters
Gramado do estádio do Newport estava muito malcuidado Imagem: JOHN SIBLEY/Action Images via Reuters

Gramado realmente ruim em Newport

Não foi apenas a marcação dedicada do Newport que dificultou as ações do City. O gramado em Rodney Parade estava muito malcuidado e dificultou a troca de passes dos times no meio-campo. É possível ver na imagem acima que havia muitos buracos no gramado.

Guardiola é tietado... pelo técnico do Newport!

Uma cena muito carismática ocorreu antes de a bola rolar. O técnico do Newport, Mike Flynn, fez questão de ir cumprimentar Guardiola e rasgou elogios ao renomado treinador. "É um grande prazer conhece-lo, você é absolutamente um gênio!", disse Flynn.

FICHA TÉCNICA
NEWPORT 1 X 4 MANCHESTER CITY


Data: 16 de fevereiro de 2019, sábado
Hora: 15h30 (de Brasília)
Local: Rodney Parade, em Newport (País de Gales)
Árbitro: Andre Marriner (ING)

Cartões amarelos: -
Cartões vermelhos: -
Gols: Sané, aos 5'; Foden, aos 29'  e aos 44', e Mahrez aos 48' do segundo tempo; Amond, aos 43' do segundo tempo

NEWPORT: Day; Poole, O'Brien e Demetriou; Willmott, Bennett (Franks), Bakison (Sheehan), Labadie (Dolan) e Butler; Matt e Amond. Técnico: Michael Flynn

MANCHESTER CITY: Ederson; Zinchenko, Stones, Otamendi e Danilo; Fernandinho (Laporte); Sane, David Silva (Gündogan), Foden e Mahrez; Gabriel Jesus. Técnico: Pep Guardiola

Mais Esporte