PUBLICIDADE
Topo

Bem cotado por Tite, Bruno Henrique confia que lesão não vetará convocação

Bruno Henrique estreou pela seleção brasileira em jogo contra a Colômbia em setembro de 2019 - Lucas Figueiredo/CBF
Bruno Henrique estreou pela seleção brasileira em jogo contra a Colômbia em setembro de 2019 Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
do UOL

Bruno Grossi e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

28/02/2020 04h00

Ainda não há um prazo exato para o retorno de Bruno Henrique aos gramados, após o trauma sofrido na perna direita durante o jogo de ida da Recopa Sul-Americana. Mas o atacante —assim como o Flamengo— confia que estará recuperado a tempo de ser convocado para os primeiros compromissos da seleção brasileira em 2020.

A lista de Tite para as duas rodadas iniciais das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 deve ser anunciada no próximo dia 6 de março, sexta-feira. Bruno Henrique está otimista pelo chamado e bem cotado pela comissão técnica canarinho, só que a condição física será preponderante para o chamado.

Normalmente, casos do tipo são discutidos entre os médicos da seleção e dos clubes, com Tite entrando na conversa somente às vésperas da convocação para saber se o atleta estará disponível. E o primeiro relatório flamenguista fala em uma volta de Bruno em até 15 dias.

Ou seja, na quarta-feira da próxima semana, dois dias antes da convocação, o atacante já pode estar de volta aos treinos do Flamengo. Mesmo na previsão mais pessimista do Fla, Bruno retornaria à rotina do resto do elenco pelo menos uma semana antes da apresentação do grupo da seleção no Recife, provavelmente no dia 21 de março.

Bruno Henrique estreou pelo Brasil em setembro do ano passado, em amistoso contra a Colômbia disputado em Miami, nos Estados Unidos. Ele entrou no lugar de Philippe Coutinho e ficou 11 minutos em campo. Dias mais tarde, contra o Peru, entrou novamente no lugar do meia e atuou por sete minutos em Los Angeles.

A seleção empatou com os colombianos e perdeu para os peruanos nessa data Fifa, mas Bruno Henrique foi bastante elogiado pela comissão técnica. O flamenguista treinou nas três posições do ataque —aberto pelos dois lados ou como centroavante— e agradou pela explosão para arrancar.

De acordo com as últimas convocações e o rendimento atual dos outros atacantes, quatro vagas parecem já ter donos para o início das Eliminatórias: Neymar, Gabriel Jesus, Richarlison e Roberto Firmino. As outras duas estão mais abertas e já foram preenchidas recentemente por David Neres, Everton, Vinícius Júnior, Gabigol e o próprio Bruno Henrique.

Esporte