Topo

São Paulo é campeão e reclama de agressões do Palmeiras no sub-17

Palmeirenses foram para cima de jogadores do São Paulo durante festa por título - Reprodução/SPFCtv
Palmeirenses foram para cima de jogadores do São Paulo durante festa por título Imagem: Reprodução/SPFCtv
do UOL

Bruno Grossi e Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

20/11/2019 15h30

Resumo da notícia

  • São Paulo venceu o Palmeiras nos pênaltis e faturou o Paulistão Sub-17
  • Os times usaram seus campeões mundiais da categoria com a seleção
  • Uma briga deixou um são-paulino com suspeita de fratura no nariz
  • Tricolor reclama que um adulto agrediu o zagueiro Guilherme na confusão

O São Paulo bateu o Palmeiras nos pênaltis por 7 a 6, após perder por 4 a 2 no tempo normal, e faturou o título do Campeonato Paulista Sub-17. Mas o jogo da tarde de hoje (20) no Pacaembu ficou manchado por uma briga antes da entrega da taça. Os tricolores reclamam de agressões de palmeirenses, inclusive da ação de um adulto contra um dos garotos de Cotia, que resultaram até em suspeita de fratura de nariz.

Ainda não se sabe ao certo o que deu início à confusão. As TVs oficiais dos dois clubes transmitiram a partida, mas a do Verdão encerrou a transmissão "em respeito ao torcedor" assim que a vitória são-paulina nas penalidades foi confirmada. A SPFCtv seguiu gerando as imagens na internet e mostrou toda a briga.

Os tricolores correram para trás do gol e chegaram a encarar torcedores do Palmeiras à distância. Depois, voltaram para a entrada da área, formaram um bolo junto da comissão técnica e começaram a pular e rodar camisas. Em determinado momento, jogadores do Alviverde se aproximaram irritados, proferindo xingamentos e alegando comemoração desrespeitosa.

As comissões técnicas dos dois times tentavam controlar os ânimos, até que um palmeirense chegou correndo por trás do grupo e acertou uma voadora nas costas de um tricolor. A agressão desencadeou a briga e a equipe de transmissão da SPFCtv relatou, embora não fosse possível ver no vídeo, que havia um adulto "partindo para cima de um garoto", menor de idade.

O jornalista Gabriel Amorim, do site Nosso Palestra, fez um vídeo de outro ângulo. As imagens mostram que um são-paulino, o zagueiro Belém, segundo a súmula da partida,, se enrosca com um palmeirense e depois foge para o lado oposto da briga, perseguido por diversos rivais. Enquanto corria, recebe um chute de um homem de calça jeans e camiseta branca e um soco de uma outra pessoa, que parece um jogador não relacionado.

O Palmeiras nega que seja um segurança, já que os seguranças do clube usam um uniforme com calças verdes. O São Paulo também não conseguiu identificar quem é o adulto agressor, mas reclama que apenas pessoas credenciadas pelos clubes poderiam estar em campo. Após essas duas primeiras agressões, Belém acaba caindo no chão e continua levando chutes e socos de atletas do Verdão.

Aí sim aparecem funcionários palmeirenses para resgatá-lo. Um outro são-paulino, Tássio, precisou levar dois pontos e está com suspeita de fratura no nariz. Ele nem sequer foi relacionado para a final. Após a entrega da taça, membros da Federação Paulista de Futebol (FPF) e da equipe de arbitragem foram até o vestiário do São Paulo para tirar fotos dos jovens agredidos e colher informações.

Horas depois, a súmula foi publicada com o nome de três jogadores do Palmeiras identificados como agressores: os laterais Garcia e Renan e o meia-atacante Vanderlan. Renan já havia sido expulso no fim do tempo normal, deixou o vestiário e desferiu golpes nos são-paulinos.

Ele e Garcia, apontado como um dos responsáveis por agredir Belém no chão — e não Patryck, como está na súmula —, foram campeões do mundo com a seleção brasileira sub-17 no domingo passado. No caso de Vanderlan, os árbitros não identificaram os atletas acertados por ele. O auxiliar Rogério de Andrade Ferreira também foi expulso, mas por ofender a arbitragem. Os adultos não foram identificados ainda.

Rivalidade acirrada

As duas equipes sempre tiveram rivalidade acirrada nessa geração e fizeram outros jogos decisivos na temporada. O Palmeiras, por exemplo, ganhou a Copa do Brasil Sub-17 justamente sobre o São Paulo. Apesar de lances ríspidos e discussões na partida, nenhuma confusão foi registrada após a definição do resultado.

Na final de hoje, os dois times contaram com os jogadores que foram campeões mundiais da categoria com a seleção brasileira no último domingo. A decisão foi para os pênaltis porque o São Paulo venceu o primeiro confronto por 2 a 0 e tinha a vantagem por um empate no placar agregado.

São Paulo emite nota oficial

O São Paulo Futebol Clube parabeniza a campanha feita pelo Palmeiras no Campeonato Paulista Sub-17 de 2019, cujas disputas finais foram em altíssimo nível e engrandeceram o trabalho de formação do futebol brasileiro.

O clube, porém, lamenta a confusão ocorrida após o jogo desta quarta-feira (20), no Pacaembu, que culminou em atletas são-paulinos feridos e colocou em perigo a integridade física de todos os jovens em campo.

O São Paulo zela pelos jovens, que estão em processo de formação para se tornarem atletas profissionais, e espera que momentos como esse jamais se repitam.

Esporte