Topo

Felder relembra chute devastador de Barboza: "Urinando sangue após a luta"

Felder terá a chance de uma revanche contra o brasileiro no UFC 242, que acontece no dia 7 setembro - Jeff Haynes/AP Photo
Felder terá a chance de uma revanche contra o brasileiro no UFC 242, que acontece no dia 7 setembro Imagem: Jeff Haynes/AP Photo

Ag. Fight

21/08/2019 07h00

Paul Felder está prestes a encarar Edson Barboza dentro dos octógonos pela segunda vez na carreira, e as lembranças do primeiro confronto entre os dois não são nada boas para o atleta da 'Roufusport'. Além de ter saído derrotado, o peso-leve (70 kg) americano relembrou que após o duelo, em julho de 2015, ficou em um estado crítico de saúde devido a um chute aplicado em cheio pelo brasileiro.

Durante participação no podcast 'Eurobash', 'The Irish Dragon', como é conhecido, recordou que um chute rodado, marca registrada de Barboza, o feriu gravemente - a ponto de fazer o americano urinar sangue depois da disputa em questão. Quatro anos depois, Felder terá a chance de uma revanche - os atletas medem força no card do UFC 242, agendado para o dia 7 de setembro, em Abu Dhabi.

"Eu conheço e respeito o quão bom Edson é. E acho que esse conhecimento está trazendo o melhor de mim durante esse camp de treinamento. Já lutei com ele e ele me venceu, minha primeira derrota como profissional. Estou muito ansioso e faminto para vingar isso. Nervoso também, mas um nervosismo bom, é uma luta bem empolgante", destacou Paul, antes de relembrar o episódio da primeira luta entre os dois.

"Não vou creditar a minha derrota a isso (chute). Poderia, acho, se quisesse achar uma desculpa. Uma coisa é certa (o chute recebido) não ajudou, com certeza. Estava em um momento muito bom naquele round, e então sofri aquele golpe e não tive tempo para me recuperar, porque as coisas são assim mesmo lá dentro. Você está sob muita pressão. Tem toda a multidão, seus técnicos falando com você o tempo todo, além do seu oponente diante de você no octógono. Muitas coisas que te motivam a continuar na luta. Então eu continuei e tenho certeza que aquilo me prejudicou. Ferrou o meu estômago por um bom tempo, estava urinando sangue depois do combate", completou o peso-leve.

Tanto Edson quanto Felder fazem parte hoje da lista dos dez melhores atletas na divisão até 70 kg. Portanto, uma vitória nesse confronto direto pode aproximar ainda mais o vencedor de uma disputa de cinturão no futuro.

Mais Esporte