Topo

Bruno Cortez leva pancada na costela e vira preocupação no Grêmio

Cortez disputa bola com Borja em jogo contra o Palmeiras pelo Brasileirão; lateral se machucou na Libertadores - Pedro H. Tesch/AGIF
Cortez disputa bola com Borja em jogo contra o Palmeiras pelo Brasileirão; lateral se machucou na Libertadores Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF
do UOL

Do UOL, em Porto Alegre

21/08/2019 10h20

O Grêmio tem mais problemas para o segundo jogo com o Palmeiras, válido pelas quartas de final da Libertadores. Além da derrota em casa por 1 a 0 (clique aqui e assista aos melhores momentos), o time gaúcho perdeu Bruno Cortez ainda no primeiro tempo em virtude de uma pancada nas costelas. O lateral esquerdo será reavaliado pelos médicos, mas já passa a ser uma dor de cabeça para a comissão técnica.

Cortez saiu de campo aos 18 minutos da etapa inicial e deu lugar a Juninho Capixaba.

"O Cortez tomou uma batida na costela e ali dói, dói bastante. Eu já tive isso quando jogava e sei. É difícil até respirar. Se é grave ou não, só o exame vai mostrar. Costela é difícil, não tem tratamento. Só repouso, descanso", disse Renato Gaúcho, após o jogo.

A ideia do departamento médico gremista é submeter Bruno Cortez a exames médicos para diagnosticar a extensão do problema. Teme-se uma eventual fratura no osso que protege órgãos do tórax.

Cortez foi o único titular a jogar 90 minutos no empate com o Palmeiras no sábado (17), pelo Campeonato Brasileiro, mas não está entre os atletas que mais atuaram pelo Grêmio no ano. Se o camisa 12 for vetado pelos médicos, Juninho Capixaba herda a vaga entre os titulares.

A definição do caso influenciará a escalação do Grêmio que pega o Athletico Paranaense, sábado, pela 16 rodada do Brasileirão. Capixaba deve ser preservado.

Mais Esporte