Topo

Botafogo vence Sol de América em jogo com expulsões e pênalti perdido

Andrés Cristaldo/EFE
Atacante Erik comemora gol do Botafogo contra o Sol de América pela Copa Sul-Americana Imagem: Andrés Cristaldo/EFE
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-05-22T21:11:43

22/05/2019 21h11

Em partida com tempos distintos, o Botafogo venceu o Sol de América (PAR), por 1 a 0, em Assunção, em jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. A equipe paraguaia chegou a perder um pênalti na etapa inicial, mas viu o Botafogo se beneficiar de atuar com um a mais desde o primeiro tempo e dominar os 45 minutos finais. No fim, os brasileiros também tiveram um expulso, mas já era tarde para a reação dos paraguaios.

A partida de volta acontecerá na quarta-feira da semana que vem (29), no estádio Nilton Santos, e o Alvinegro poderá atuar com a vantagem do empate.

Clar, aos 22 do primeiro, perdeu um pênalti para o Sol de América. Pardo, aos 31 da etapa inicial, foi expulso, assim como o volante Jean, aos 40 do segundo tempo. O gol do Botafogo foi marcado pelo atacante Erik aos 27 minutos do segundo tempo.

Quem foi bem - Erik

O atacante criou boas oportunidades e foi coroado com um gol aos 27 minutos do segundo tempo, quando se aproveitou de um rebote onde o goleiro Escobar saiu mal e ele escorou de voleio.

Quem foi mal - Pardo

O meia do Sol de América prejudicou bastante sua equipe ao levar o segundo cartão amarelo e ser expulso com 31 minutos do primeiro tempo, quando os paraguaios eram melhores na partida.

Diego Souza perde gols

O Botafogo poderia ter feito mais gols caso Diego Souza não desperdiçasse suas oportunidades. Ele teve duas claras: uma no primeiro tempo, quando saiu na cara do goleiro e concluiu mal, e outra na etapa final, quando cabeceou já sem goleiro e Clar salvou em cima da linha.

Tempos distintos

Andrés Cristaldo/EFE
Imagem: Andrés Cristaldo/EFE

O jogo teve dois tempos distintos e ficou marcado muito pela expulsão de Pardo na etapa inicial. Até então, o Sol de América era melhor e já havia desperdiçado um pênalti. Após o cartão, o Botafogo se encontrou no jogo e, no segundo tempo, teve total domínio, desperdiçando muitas oportunidades enquanto os paraguaios apenas se defendiam.

Pulinho esquisito na cobrança do pênalti

Aos 19, o zagueiro Gabriel cometeu um pênalti ao dar um chutão na bola e o pé acertar a cabeça do adversário. Na cobrança dois minutos depois, Clar bateu de maneira pouco convencional, com um pulinho esquisito, e a redonda explodiu no travessão de Gatito.

Jean é expulso com 2 minutos em campo

O volante Jean entrou aos 38 minutos do segundo tempo e foi expulso aos 40. Na interpretação da arbitragem, ele deixou o braço no rosto de Villagra.

Veja como foi a entrada das equipes

SOL DE AMÉRICA 0 X 1 BOTAFOGO
Data:
22/05/2019
Local: Estádio Luis Alfonso Giagni, em Assunção (PAR)
Hora: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Árbitro: Germán Delfino (ARG)
Assistentes: Lucas Germanotta (ARG) e Pablo González (ARG)
Cartões amarelos: Pardo (SOL); Fernando, Cícero (BOT)
Cartões vermelhos: Pardo (SOL); Jean (BOT)
Gols: Erik, aos 27 minutos do segundo tempo (BOT)

Sol de América
Escobar, Velásquez (Acuña), Villalba, Portillo e Clar; Pardo, Ferreira, Fredes (Richard Franco), Jourdan; Villagra e Ruíz Díaz (Otazú).
Técnico: Javier Sanguinetti

Botafogo
Gatito Fernandéz, Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero (Luiz Fernando), João Paulo (Gustavo Bochecha) e Valencia (Jean); Erik e Diego Souza.
Técnico: Eduardo Barroca

Mais Esporte