PUBLICIDADE
Topo

Em crise, Ferrari anuncia mudanças em sua estrutura organizacional

Sebastian Vettel, da Ferrari, nos treinos livres do GP da Hungria - Colombo Images/Ferrari
Sebastian Vettel, da Ferrari, nos treinos livres do GP da Hungria Imagem: Colombo Images/Ferrari

22/07/2020 12h03

Após um início ruim na temporada de 2020 da Fórmula 1, a Ferrari anunciou hoje que fez uma revisão na estrutura organizacional da equipe. Segundo a nota divulgada pela Ferrari, o objetivo das mudanças promovidas pela equipe da cidade de Maranello, na Itália, é tornar mais eficiente o desenvolvimento do desempenho do seu monoposto para a sequência do campeonato.

Entre as novidades da nova estrutura organizacional, está a criação de uma nova área, denominada como "Performance Development", que será chefiada por Enrico Cardile, antigo líder da aerodinâmica da escuderia.

Os outros setores da Ferrari permaneceram inalterados: Enrico Gualtieri segue como chefe da unidade de potência, Laurent Mekies continua como diretor de esportes e responsável pelas atividades de pista, enquanto Simone Resta permanece como líder da área de engenharia de chassis.

"Estamos convencidos de que o valor do pessoal da Ferrari é de um nível muito alto, mas tivemos que intervir para elevar o nível de responsabilidade dos líderes de cada área. Começamos a lançar as bases de um processo que deve nos levar a construir um novo ciclo de vitórias", disse o chefe de equipe da Ferrari, Mattia Binotto.

A equipe italiana não realiza um bom início de temporada. Com Sebastian Vettel e Charles Leclerc, o time conquistou somente 27 pontos e está atrás da Mercedes (121), Red Bull Racing (55), McLaren (41) e Racing Point (40).

O próximo Grande Prêmio será o da Grã-Bretanha, em Silverstone, na Inglaterra. Ele acontecerá entre os dias 31 de julho e 2 de agosto.

Esporte