PUBLICIDADE
Topo

Renato Gaúcho toma vacina contra gripe e cumpre isolamento com Carol

Maxi Franzoi/AGIF
Imagem: Maxi Franzoi/AGIF
do UOL

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

25/03/2020 16h35

Renato Gaúcho segue no Rio de Janeiro, onde está há mais de 10 dias, e hoje (25) tomou dose da vacina contra gripe. O treinador mantém contato com os médicos do Grêmio, não relatou nenhum sintoma do novo coronavírus, não fez exame para identificar o vírus no organismo e desde o fim da semana passada cumpre isolamento social para evitar contágio da covid-19.

No Instagram, Carol Portaluppi postou foto com o pai à beira da piscina.

O treinador do Grêmio foi liberado pela diretoria depois da vitória em cima do São Luiz-RS, na Arena do Grêmio. Na entrevista pós-jogo, Renato chegou a ameaçar liderar greve se o futebol brasileiro não fosse paralisado.

No dia seguinte, a FGF (Federação Gaúcha de Futebol) parou o estadual. O Grêmio manteve a reapresentação para terça-feira, mas depois suspendeu as atividades por uma semana com data para realização de exames médicos e vacinação em todo elenco e funcionários.

Renato foi liberado do exame em Porto Alegre, mas conversou com os médicos do Grêmio por telefone na sexta. Afirmou que tomaria a vacina contra gripe e adotaria o distanciamento social.

"Vamos ter de fazer (uma nova pré-temporada), não tem outro jeito. Por mais que os jogadores estejam se cuidando e fazendo algum tipo de atividade, sempre tem perda física. Mas o momento não é de pensar nisso. Precisamos cuidar da saúde em primeiro lugar", disse Renato Portaluppi à GaúchaZH.

O Grêmio tem quatro casos oficiais de covid-19. Todos entre dirigentes e com a confirmação mais recente sendo de Romildo Bolzan Jr., presidente do clube.

Esporte