PUBLICIDADE
Topo

Inter perde para Barça e está fora da Champions; Dortmund e outros 3 avançam

10/12/2019 19h28

Redação Central, 10 dez (EFE).- A Inter de Milão dependia apenas das próprias forças para se classificar para as oitavas de final da Liga dos Campeões, mas perdeu para um Barcelona repleto de reservas por 2 a 1 nesta terça-feira, em San Siro, e deu adeus, ficando atrás do adversário e do Borussia Dortmund, que bateu o Slavia Praga pelo mesmo placar.

Entre as partidas iniciadas às 17h (de Brasília), houve ainda as classificações de Lyon, Chelsea e Valencia, com as consequentes quedas de Benfica, Zenit São Petersburgo e Ajax, semifinalista na temporada passada. Mais cedo, Liverpool e Napoli haviam se colocado entre os 16 melhores ao vencerem Red Bull Salzburg e Genk, respectivamente.

O Barcelona terminou a campanha na liderança do grupo F, com 14 pontos, quatro a mais que o Dortmund, segundo colocado. A Inter foi a terceira, com sete, e teve de se contentar com uma vaga na fase de 16 avos de final da Liga Europa, enquanto o Slavia Praga foi o lanterna, com dois.

Já classificado, o atual bicampeão espanhol poupou boa parte de seus jogadores, incluindo Lionel Messi. O único titular frequente que começou jogando foi Griezmann, substituído no decorrer do confronto por Luis Suárez.

A Inter se aproveitou das ausências no adversário e atacou mais desde o começo, mas quem fez 1 a 0 foi o Barça, aos 22 minutos do primeiro tempo. Vidal disputou a bola dentro da área com Godín, e o zagueiro uruguaio acabou dando um passe para Carles Pérez, que bateu firme e balançou a rede.

Pouco antes do intervalo, aos 43 minutos, quando funcionou a dupla conhecida na Itália como 'LuLa', veio o empate. Lautaro Martínez ganhou de Todibo no corpo e preparou para Lukaku, que soltou uma bomba por baixo e deixou tudo igual.

Na etapa final, a equipe 'nerazzurra' foi para cima, mas não chegou a exercer uma pressão e esbarrou em atuação segura de Neto quando conseguiu finalizar. Para piorar para a torcida local, aos 42 minutos, Ansu Fati acertou o cantinho direito do goleiro Handanovic e deu a vitória aos visitantes, tornando-se o jogar mais jovem a marcar gol pela Champions em toda a história, aos 17 anos e 40 dias.

O Dortmund cumpriu seu papel com algum drama. Sancho fez 1 a 0 para os 'Aurinegros' aos dez minutos de jogo no Signal Iduna Park, e Soucek empatou aos 43.

No segundo tempo, a equipe anfitriã voltou a ficar em vantagem aos 16, em finalização de Brandt, mas o drama permaneceu até o apito final, já que Weigl foi expulso aos 32, o que fez com que o time dirigido por Lucien Favre precisasse resistir com dez homens

Maior drama ainda viveu o Lyon no grupo G, que já tinha o RB Leipzig, do atacante Matheus Cunha, como líder, com 11 pontos. Com os brasileiros Rafael, Marcelo, Marçal e Thiagho Mendes em campo, time francês enfrentou o representante da Alemanha no estádio Parc Olympique Lyonnais e saiu perdendo por 2 a 0, graças a gols de pênalti de Forsberg e Werner na etapa inicial, e terminando na lanterna.

Entretanto, depois do intervalo, o time dirigido por Rudi García reagiu, buscou o empate em 2 a 2, com gols de Aouar e Depay, e obteve a vaga nas oitavas com a segunda colocação, com sete pontos.

O Benfica até fez sua parte para passar de fase ao derrotar o Zenit por 3 a 0 no Estádio da Luz, mas terminou em terceiro, com sete pontos, enquanto o adversário, superado nos critérios de desempate, foi quarto, despedindo-se das competições continentais. Os gols foram de Cervi, Pizzi e Azmoun, contra.

O confronto em Lisboa teve a participação de quatro brasileiros, três pelos 'Encarnados'. O volante Gabriel e o atacante Carlos Vinícius apareceram na formação inicial, enquanto o meia Caio entrou no decorrer do duelo. Já o Zenit teve o lateral Douglas Santos, campeão olímpico pelo Brasil no Rio 2016, mas que hoje teve atuação ruim e foi expulso.

No grupo H, havia três concorrentes por duas vagas - apenas o Lille já estava eliminado. Valencia e Chelsea passaram com 11 pontos cada, e os 'Ches' à frente devido ao confronto direto, e o Ajax ficou com dez e estará na Liga Europa.

Em confronto direto na Cruyff Arena, em Amsterdã, o Valencia, com o zagueiro Gabriel Paulista expulso instantes antes do apito final, levou a melhor sobre os donos da casa, desfalcados de David Neres, pelo placar de 1 a 0. Rodrigo Moreno foi quem balançou a rede.

O Chelsea ficou em segundo depois de ter batido o Lille por 2 a 1 em Stamford Bridge. Abraham fez o primeiro, depois de belo passe de Willian, e Azpilicueta, após cruzamento de Emerson Palmieri, aumentou. Os visitantes, com os brasileiros Léo Jardim, Gabriel, Thiago Maia e Luiz Araújo, descontaram em arremate de Rémy, que fez valer a "lei do ex" - o atacante francês passou pelos 'Blues' de 2014 a 2016. EFE

Esporte