Topo

Sérvia escala técnico do Sacramento Kings de olho na Olimpíada

20/11/2019 14h19

BELGRADO (Reuters) - O técnico assistente do Sacramento Kings, Igor Kokoskov, assumiu o comando de sua Sérvia nativa na tentativa de levar a seleção à Olimpíada de Tóquio no ano que vem, informou a federação de basquete da nação balcânica (KSS) nesta quarta-feira.

Kokoskov se desdobrará, continuando como assistente do treinador do Kings, Luke Walton, enquanto se empenha em ajudar os sérvios nas classificatórias para o torneio olímpico de basquete em junho.

"Estamos encantados de ter um técnico da qualidade de Kokoskov no comando agora que visamos as classificatórias olímpicas", disse o presidente da KSS, Predrag Danilovic.

"Somos muito gratos ao Sacramento Kings, principalmente (ao gerente-geral) Vlade Divac, por fazer isso dar certo", acrescentou Danilovic, ex-ala-armador que atuou no Dallas Mavericks e no Miami Heat nos anos 1990.

Divac, ex-pivô do Kings e do Los Angeles Lakers, também é vice-presidente de operações de basquete do Kings, cujo elenco inclui os sérvios Bogdan Bogdanovic e Nemanja Bjelica.

Predrag Stojakovic, que levou a ex-Iugoslávia ao título da Copa do Mundo em 2002 ao lado de Divac em Indianápolis e conquistou o título de 2011 da NBA com o Mavericks, é o diretor de jogadores e de desenvolvimento da franquia.

Kokoskov, que se encarregou do Phoenix Suns na temporada passada depois de conduzir a Eslovênia ao Campeonato Europeu de 2017, disse que ser escolhido como técnico da Sérvia é um privilégio.

"É uma grande honra para mim e minha família, porque sei muito bem quanto afeto as pessoas da Sérvia têm por sua seleção de basquete."

"Também estou ciente das grandes expectativas, dados os padrões altos e o sucesso que tivemos nas gerações passadas. É a realização de um sonho ter uma chance de repetir estes feitos."

Como país independente, a Sérvia conquistou quatro medalhas de prata na arena mundial, já que subiu ao pódio no Campeonato Europeu de 2009, na Copa do Mundo de 2014, na Olimpíada de 2016 e no Eurobasket de 2017.

O time foi derrotado na final de 2017 pelos ex-iugoslavos eslovenos treinados por Kokoskov, que superou sua contraparte Aleksandar Djordjevic e agora o sucede como treinador da Sérvia.

"Aceitei este desafio porque, depois de 20 anos na NBA em vários níveis, também quero retribuir de alguma forma ao meu país."

Esporte