Topo

Campeã do UFC menospreza Jedrzejczyk: "Precisa mais de mim do que eu dela"

Zhang Weili, lutadora do UFC - Zhe Ji/Getty Images
Zhang Weili, lutadora do UFC Imagem: Zhe Ji/Getty Images

Ag. Fight

18/10/2019 12h06

Após vencer Michelle Waterson no UFC Tampa, Joanna Jedrzejczyk declarou que espera por uma chance de recuperar o cinturão peso-palha (52 kg) em sua próxima luta. Porém, no que depender de Zhang Weili - atual campeã da categoria - os planos da polonesa serão frustrados. Com a ajuda de um tradutor, a chinesa afirmou, ao site 'TMZ Sports', que a veterana está em decadência e não merece uma oportunidade de brigar pelo seu título.

Vindo de uma sequência de três derrotas em suas últimas quatro apresentações no octógono, Jedrzejczyk dominou Waterson durante os cinco rounds para conquistar a vitória por decisão unânime dos juízes no main event do UFC Tampa, realizado no último sábado (12). A especialista na trocação demonstrou toda a excelência de seu jogo em pé para castigar, com enorme volume de golpes, sua oponente, que, com muita raça, conseguiu se manter no combate até o final dos 25 minutos previstos para o duelo. No entanto, nem mesmo a atuação impecável da polonesa foi suficiente para convencer Zhang de que ela merece uma chance pelo cinturão até 52 kg.

"Eu não acho que ela é a lutadora que costumava ser. Ela não está na mesma condição que tinha antes. Claramente ela precisa mais de mim do que eu preciso dela. Eu não estou muito interessada", declarou a campeã peso-palha do UFC, antes de apontar que está mais interessada em subir de categoria e encarar Valentina Shevchenko, detentora do cinturão peso-mosca (57 kg) da entidade.

"Eu quero lutar com as melhores. E atualmente eu acho que Valentina é uma das melhores", finalizou a chinesa, que citou Rose Namajunas - atual segunda colocada no ranking peso-palha feminino - como possível próxima desafiante ao seu cinturão, caso a superluta contra Shevchenko não ocorra no futuro próximo.

Zhang Weili fez história ao se consagrar como a primeira atleta nascida na China a conquistar um cinturão do UFC. Para tal, a lutadora precisou vencer a então campeã da divisão Jéssica 'Bate-Estaca' no dia 31 de agosto deste ano, na luta principal do UFC China. Com apenas uma derrota em sua carreira, sofrida em sua estreia no MMA profissional, a chinesa acumula em seu cartel 20 triunfos em 21 combates.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Esporte