Topo

Zé Elias critica Fla por pedir desconvocação de Reinier do Mundial Sub-17

Zé Elias - Reprodução
Zé Elias Imagem: Reprodução
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/10/2019 20h30Atualizada em 16/10/2019 12h03

Na edição de hoje (15) do Futebol na Veia, da ESPN Brasil, o pedido de liberação do Flamengo para que Reinier não jogue o Mundial sub-17 foi tema de debate. O comentarista Zé Elias criticou a postura do clube e defendeu a importância de o atleta disputar a competição. Reinier não se apresentou, e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acabou convocando outro jogador.

Para o ex-jogador do Corinthians, participar de um torneio deste tamanho, mesmo nas categorias de base, acrescenta muita experiência internacional ao atleta, além de ser uma experiência única.

"Tem que pensar no que é importante para o jogador, também. A experiência de um Mundial sub-17 é marcante para o resto da vida de um atleta. É inesquecível. Tenho certeza que seria importante para ele jogar. Ele ganharia mais experiência com a seleção brasileira em torneios de nível internacional. Outra coisa importante é aprender desde cedo a dar valor e ter compromisso com a seleção. A gente vê um monte de jogador descomprometido porque não teve a chance de jogar um torneio de base com a seleção. É muito mais difícil ensinar alguém de 25, 30 anos a importância de defender o seu país do que um jovem como o Reinier", disse Zé Elias.

No mesmo programa, o comentarista também criticou a postura do Flamengo em relação às categorias de base, lembrando o caso dos dez jogadores mortos após um incêndio atingir as instalações do Ninho do Urubu, em fevereiro deste ano. "O Flamengo acertou com os meninos que morreram? Acertou com a família?", indagou Zé Elias, depois de citar que as equipes também visam o lucro ao levar os atletas da base para o profissional.

Paulo Calçade, que também participou da atração, apontou como grande problema a inversão de valores feita pela CBF. O comentarista afirmou que a entidade colocou os amistosos da seleção principal acima de um torneio oficial, ainda que das categorias de base, e essa foi a causa do problema com o Flamengo.

"Eu vejo como o grande problema, a inversão de valores feita pela CBF. Há uma obrigatoriedade imposta aos clubes de liberar os jogadores para amistosos lá 'na casa do chapéu', sem torcida, em campos ruins, contra seleções de pouca relevância, enquanto, para um Mundial sub-17, o maior torneio de seleções da categoria, contra adversários realmente fortes, há um acordo de cavalheiros para a liberação do atleta. Se a seleção principal não tivesse desfalcado o Flamengo, o clube não teria problema em liberar o Reinier", complementou.

Errata: o texto foi atualizado
A matéria errou ao informar que o jogador Zé Elias criticou a CBF pela desconvocação de Reinier. Na verdade, as críticas do comentarista referiam-se ao Flamengo. A informação foi corrigida.

Esporte