Topo

Dana White abre as portas de disputa de cinturão do UFC para 'Borrachinha'

Diego Ribas, em Anaheim (EUA)

Ag. Fight

18/08/2019 13h33

Dana White não escondeu a satisfação com o desempenho de Borrachinha - Diego Ribas

Como em todo final de evento, a coletiva de imprensa realizada ainda no ginásio que acabara de receber uma edição do UFC conta com a presença da maioria dos atletas vencedores do card principal e com uma conversa franca com Dana White, presidente do show. Ele, por sua vez, evita ao máximo fazer anúncios ou especulações de lutas futuras, principalmente no que diz respeito a quem acabou de lutar no octógono. Mas desta vez não teve jeito.

Depois de eleger a disputa entre Paulo 'Borrachinha' e Yoel Romero como a melhor da noite, Dana se curvouao talento do brasileiro e, embora não tenha cravado seu futuro, abriu as portas para que ele, sim, dispute o cinturão dos pesos-médios (84 kg) do UFC, atualmente em poder do australiano Robert Whittaker.

"Da forma como ele venceu o Romero... Não dá para dizer que ele não merece uma chance pelo título. Eu tenho que concordar. Eu já achava que seria a luta da noite. É só ver a maneira como Costa e Romero lutam. São dois monstros", descreveu o cartola, satisfeito com o caminhar da divisão.

Atual número sete do ranking, Borrachinha ampliou sua invencibilidade para 13 combates profissionais de MMA. Ao vencer Romero, segundo colocado da lista, o brasileiro garantiu posição de destaque na divisão. Afinal, ele mesmo parece disposto a esperar pela confirmação de seu nome.

"Eu não vou ser reserva (da luta pelo cinturão). Eu treino muito duro,invisto muito e faço um camp selvagem (...) Eu vou esperar pelo vencedor de Whittaker e Adesanya", narrou o atleta brasileiro na mesma coletiva de imprensa, se referindo à disputa de cinturão entre os campeões linear e interino, respectivamente, marcada para o dia 6 de outubro, na Austrália.

Mais Esporte