Topo

Grêmio "decola" após Copa América e chega embalado para decisões

Grêmio reverteu início ruim e ostenta bom rendimento em três competições - Jhony Pinto/AGIF
Grêmio reverteu início ruim e ostenta bom rendimento em três competições Imagem: Jhony Pinto/AGIF
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

23/07/2019 12h00

Renato Gaúcho prometeu e está cumprindo. O Grêmio iria decolar, como está fazendo. Depois da Copa América, o time gaúcho avançou na Copa do Brasil, ainda não foi derrotado no Brasileiro e chega embalado para as oitavas de final da Libertadores.

Foram quatro jogos desde o recesso. Vitórias contra Bahia (Copa do Brasil) e Vasco (Brasileiro) e empates contra Bahia (Copa do Brasil) e Inter (Brasileiro). O Grêmio marcou cinco gols e sofreu três.

Antes mesmo da parada nas competições de clubes para o torneio de seleções a fase ruim já havia ficado para trás. O Grêmio tinha vencido Botafogo e Fortaleza antes do recesso. Ou seja, não perde há quatro partidas pelo Brasileiro.

"Depois da Copa América o Grêmio ia crescer, o grupo é muito forte. O Grêmio está muito bem nas três competições e isso é muito difícil", disse Portaluppi após o clássico do último sábado.

"O Grêmio melhorou, mas precisa melhorar ainda mais. Antes da Copa América falei que estávamos nas três competições e precisávamos de resultados. Bem ou mal, saímos da zona de rebaixamento no Brasileiro e de 12 pontos ganhamos 10. Nos recuperamos. Nos classificamos na Copa do Brasil, na Libertadores. Aos trancos e barrancos, conseguimos. A gente sempre precisa melhorar, mesmo com os últimos resultados", completou o treinador gremista.

O Tricolor tem 15 pontos no Campeonato Brasileiro. Na semifinal da Copa do Brasil, terá pela frente o Athletico Paranaense. E na Libertadores, encara o Libertad, do Paraguai, em jogo de ida das oitavas de final, na próxima quinta-feira.

Mais Esporte