Topo

Neymar postou vídeo no Instagram para tentar conquistar opinião pública

do UOL

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

03/06/2019 04h00

O vídeo postado por Neymar no Instagram não teve objetivo jurídico, e a única intenção era limpar o nome do atacante frente à opinião pública. Um profissional ligado à administração da crise contou ao UOL Esporte que havia preocupação com a repercussão do BO que acusa o jogado de estupro.

Os advogados que tratarão da defesa não foram consultados, e o foco era defender a honra e o brio do atacante da seleção brasileira. No vídeo, Neymar usou a palavra triste para descrever a situação, mas o sentimento era de consternação com a acusação. O jogador e os familiares alegam que foram vítimas de uma injustiça e aceitaram contar sua versão e, até, expor a intimidade dele na tentativa de tornar a narrativa favorável ao atacante.

A defesa de Neymar seguirá na mesma linha e foi definida como uma tentativa de traduzir a versão Instagram para a linguagem jurídica. Ainda não há decisão se o jogador apresentará de uma vez todas as provas que julga ter ou se seus advogados vão escolher reagir aos movimentos da mulher que acusa o atacante.

Talvez por não haver orientação jurídica, Neymar divulgou fotos íntimas da mulher que registrou o boletim de ocorrência. Este fato pode configurar crime, e agora ele está sob investigação. Este inquérito não desperta tanta preocupação dos advogados do jogador porque eles entendem que foi exposto um diálogo do próprio Neymar, sem haver quebra de sigilo de alguém.

Lucas Figueiredo/CBF
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Defesa não crê em Neymar depondo durante Copa América

Os inquéritos policiais costumam deixar o suspeito para ser ouvido no fim. Ocorre que o prazo de conclusão em 30 dias não costuma ser respeitado, o que, de acordo com uma pessoa envolvida na defesa do jogador, livraria Neymar de depor durante a Copa América. Mesmo que o atacante seja convocado, ele pode pedir para um adiamento.

Solicitações desta natureza costumam ser atendidas quando o investigado mora em uma cidade diferente de onde corre a apuração. Neymar estará viajando pelo país por causa da competição. Em última instância, a defesa dele poderia pedir que ele seja ouvido na cidade em que reside, Paris.

Toda esta crise surgiu porque na última sexta-feira, uma mulher registrou boletim de ocorrência contra Neymar por estupro. Ela relatou que foi convidada por ele para ir a Paris e em 15 de maio ele teria entrado em seu quarto. Os dois trocaram carícias, mas, segundo ela, o atacante teria se tornado agressivo e feito sexo sem consentimento dela.

No dia seguinte ao registro do BO, Neymar postou um vídeo no Instagram negando as acusações e mostrando a conversa entre ambos. Os prints do WhatsApp mostram que ambos continuaram conversando em 16 de maio. Ele se diz inocente, e o pai do jogador, que afirma que tudo é uma armação, promete acionar a mulher na Justiça.

Mais Esporte