Topo

Os segredos de Gustagol: "leão de treino", estratégia fora da área e Ceni

Alan Morici/AGIF
Gustagol comemora gol após marcar para o Corinthians contra o São Paulo; já são sete gols em 2019 Imagem: Alan Morici/AGIF
do UOL

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-02-19T12:00:00

19/02/2019 12h00

O atacante Gustagol surpreendeu a todos em seu retorno ao Corinthians, com sete gols marcados até o momento. O UOL Esporte conversou com pessoas próximas ao jogador e que trabalham com ele no dia a dia do clube paulista para saber os motivos da "redenção". Dedicação nos treinamentos, estratégia fora da área e aprimoramento de fundamentos com Rogério Ceni no Fortaleza, onde ficou emprestado por uma temporada, foram os principais motivos que explicam a fase do artilheiro, que barrou os "medalhões" Vagner Love e Mauro Boselli.

Gustagol é conhecido como "leão de treino", expressão bastante usada no futebol. O centroavante gosta de chegar mais cedo e esticar as atividades para trabalhar os fundamentos, principalmente finalizações. Segundo os profissionais do clube, Gustavo era empenhado nos treinos até mesmo quando estava encostado no Corinthians em 2017.

Os profissionais do clube paulista ainda ressaltam que a simplicidade de Gustagol dentro de campo colabora bastante para o seu sucesso. Eles alegam que o atacante costuma dar apenas dois toques na bola fora da área e em seguida já corre em direção ao gol, onde o centroavante sabe que é perigoso.

O técnico Fábio Carille e companhia ainda estão impressionados com o empenho de Gustavo sem a bola.

"É um jogador que trabalha demais. Me surpreendeu do jeito que voltou. Não esperava isso. Não só pelos gols, mas como briga e volta para brigar pela bola. Ele lembra muito o Jô na questão tática, de vir e pegar o volante e marcar o lateral", disse Carille.

Gustagol esteve emprestado ao Fortaleza na temporada passada, quando foi o goleador do time de Rogério Ceni que conseguiu retornar a Série A do Campeonato Brasileiro.

Segundo pessoas que trabalham diariamente no clube paulista, Gustagol dá os méritos ao ídolo do São Paulo quando o assunto é o seu principal fundamento: cabeçadas. Dos sete gols marcados em 2019, três foram de cabeça.

Segundo Gustagol relata aos companheiros de trabalho, Rogério Ceni percebeu que a bola área é o seu melhor fundamento e aprimorou nos treinamentos. Ele ensinou o corintiano a se posicionar melhor entre os zagueiros dentro da área e, inclusive, era o responsável por fazer os cruzamentos para o centroavante nas atividades.

Mais Esporte