PUBLICIDADE
Topo

Botafogo prepara saída de Carli e Cícero, mas negociação não será fácil

Joel Carli e Cícero estão fora dos planos e podem deixar Botafogo, mas negociação não é fácil - Vitor Silva/BFR
Joel Carli e Cícero estão fora dos planos e podem deixar Botafogo, mas negociação não é fácil Imagem: Vitor Silva/BFR
do UOL

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/02/2020 04h00

O Botafogo está decidido. Joel Carli e Cícero não estão mais nos planos e devem deixar o Alvinegro. Os próximos dias serão de conversas intensas para definir o futuro da dupla, que parece cada vez mais distante de General Severiano. Ambos têm contrato e as saídas só poderão ser concretizadas caso haja uma negociação para outro clube ou um acordo.

A situação não chega a ser uma novidade. O Botafogo já tinha esse objetivo desde o fim do último Campeonato Brasileiro. Porém, a diretoria não conseguiu repassar os atletas como fez com Diego Souza, hoje no Grêmio. Neste cenário, Carli e Cícero seguiram no elenco.

O volante, inclusive, fez um acordo com a diretoria ao aceitar reduzir o salário por seis meses, quando o Botafogo poderia ter avançado na transformação do clube em empresa. O início de temporada não foi dos melhores e com as chegadas de astros mundiais o espaço se reduziu.

Assim, caso Yaya Touré seja realmente contratado Cícero estará com um pé fora do Botafogo. Não há nenhum clube interessado no atleta até o momento, mas isso não mudará o desejo do Alvinegro de não contar mais com o experiente atleta.

Carli, por sua vez, vive situação delicada. Um dos líderes do elenco, teve rendimento ruim em 2019 e conta com alto salário. Por esse motivo, a diretoria quer negociar, mas nunca houve uma conversa direta com o estafe do jogador. Essa situação deixa o argentino chateado.

A forma como tem sido tratada evidentemente não agrada. Carli esperava outra atitude, que houvesse uma posição mais clara da diretoria para que não ficasse um clima de bastidor. Existem clubes interessados no atleta, mas nada tão avançado. O Botafogo talvez tenha que arcar com parte do salário se não houver outro acordo.

Esporte