PUBLICIDADE
Topo

Vai ter zebra? Paulistão tem grandes em reconstrução e pequenos promissores

Atual campeão, Corinthians começa 2020 com técnico novo, Tiago Nunes, e buscando mudar seu estilo - Rafael Ribeiro/Divulgação
Atual campeão, Corinthians começa 2020 com técnico novo, Tiago Nunes, e buscando mudar seu estilo Imagem: Rafael Ribeiro/Divulgação
do UOL

Do UOL, em São Paulo

21/01/2020 22h46

Resumo da notícia

  • Campeonato Paulista começa amanhã com os grandes em reformulação
  • Corinthians, Palmeiras e Santos trocaram de técnico e buscam nova identidade
  • São Paulo é o único grande que manteve o treinador, e espera evolução
  • Pequenos como Red Bull Bragantino e Ponte Preta prometem incomodar

O Campeonato Paulista de 2020 começa amanhã, quarta-feira (22), prometendo fazer jus à fama de estadual mais disputado do país. Com cinco equipes na Série A do Brasileiro, times grandes em processo de reconstrução e alguns menores promissores, a competição tem todos os elementos que apontam para uma competitividade alta entre os 16 clubes e, talvez, algumas "zebras" pelo meio do caminho.

Atual campeão, o Corinthians está de técnico novo e tenta também mudar sua filosofia de jogo. No lugar do estilo mais pragmático e defensivo de Fábio Carille, o clube apostou em Tiago Nunes, que fez do Athletico-PR um dos destaques de 2019 com um futebol intenso, agressivo e direto. O elenco também passou por reformulação, com medalhões como Ralf e Jadson perdendo espaço, e atletas de trato fino com a bola como Cantillo e Luan sendo contratados para o meio-campo.

Já o Palmeiras nem chegou a terminar o ano com Mano Menezes e, após uma busca frustrada por Jorge Sampaoli, fechou com o velho conhecido Vanderlei Luxemburgo, que veio de boa temporada no Vasco. Com um elenco muito mais qualificado nas mãos, Luxa terá o desafio de entregar o futebol ofensivo e envolvente que a torcida espera. Falando em elenco, aliás, o Verdão fez uma verdadeira limpa, com mais de uma dezena de saídas e alguns garotos da base ganhando espaço, como Patrick de Paula, Gabriel Veron e Gabriel Menino.

O Santos é mais um que começa 2020 de treinador novo. Sampaoli não chegou a um acordo para renovar, e o Peixe se voltou para Portugal para buscar o veterano Jesualdo Ferreira. De estilo mais equilibrado que o ultraofensivo argentino, o novo comandante também representa uma reformulação na maneira de jogar que deixou o time alvinegro com o vice-campeonato brasileiro no ano passado. Algumas lideranças importantes, como Vanderlei e Victor Ferraz, também deixaram o clube.

Já o São Paulo é o único dos quatro grandes que não mudou de treinador, mas o trabalho de Fernando Diniz, contratado no fim de setembro do ano passado, ainda está em processo de consolidação. Sem grandes novidades no elenco, o desafio do Tricolor é apresentar alguma evolução na qualidade do jogo demonstrado em 2019, aliando as características do estilo do técnico, de posse de bola e muito controle, a uma agressividade maior para conseguir os resultados.

Pequenos tentam incomodar

Atacante Artur foi a principal contratação do Red Bull Bragantino: R$ 25 milhões - Divulgação
Atacante Artur foi a principal contratação do Red Bull Bragantino: R$ 25 milhões
Imagem: Divulgação

Se os quatro grandes são, de novo, os favoritos para chegarem às semifinais e decidirem entre si o título paulista, não faltarão outras equipes qualificadas para tentar atrapalhar esse cenário. O Red Bull Bragantino, quinto representante do estado na Série A do Brasileirão, é o principal candidato: turbinado pela parceria com a multinacional, o time do interior investiu pesado no mercado em busca de jovens valores que podem dar tanto um acréscimo técnico quanto potencial de revenda futura.

A Ponte Preta é outra equipe tradicional que tentou ser criativa no mercado, trazendo reforços compatíveis com a realidade do clube e alguns destaques recentes —como o lateral Apodi, que fez bom Brasileirão pelo CSA.

Já o Ituano, que fez ótima campanha no ano passado e lidou seu grupo antes de cair nas quartas de final, manteve boa parte da base do time, além do promissor técnico Vinícius Bergantin. Outros times tradicionais incluem Guarani, Botafogo-SP e Inter de Limeira.

A primeira rodada já deve dar uma mostra da dificuldade que os times grandes podem encontrar. O Palmeiras, por exemplo, estreia amanhã à noite, às 19h15, contra o Ituano, fora de casa. Já o Santos pega o Red Bull Bragantino na quinta-feira, também às 19h15, na Vila Belmiro. A vantagem física das equipes menores, que costumam iniciar antes sua pré-temporada, é outro obstáculo a ser superado pelos favoritos.

Confira os confrontos da primeira rodada do Paulistão:

Quarta-feira (22)
17h - Novorizontino x Oeste
19h15 - Inter de Limeira x Guarani
19h15 - Ituano x Palmeiras
21h30 - São Paulo x Água Santa

Quinta-feira (23)
16h30 - Ferroviária x Mirassol
19h - Ponte Preta x Santo André
19h15 - Santos x Red Bull Bragantino
21h30 - Corinthians x Botafogo-SP

Esporte