Topo

Novo São Paulo? Reforços dão sinais positivos do que podem oferecer a Cuca

do UOL

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

19/08/2019 04h00

A vitória por 1 a 0 sobre o Ceará não foi tão empolgante ontem, mas o São Paulo mostrou sinais de que pode crescer bastante com Daniel Alves e Juanfran. Os reforços tiveram boas estreias, alcançaram as expectativas e agora se tornam pilares de um time em que o técnico Cuca ainda tem muito o que ajustar.

De modo geral, a dupla recém-chegada mostrou ontem que pode, sim, mudar o São Paulo de patamar. Juanfran foi muito seguro na lateral direita, enquanto Daniel Alves foi quem melhor fez o jogo fluir no meio-campo. É claro que há um longo caminho até que o Tricolor explore todo o potencial dos dois - e também dos demais titulares -, mas a primeira impressão é positiva.

"É uma equipe ainda em formação, e é natural que os dois estreantes não rendam tudo o que podem no primeiro dia. Eles vão ter evolução no conhecimento e na maneira de jogar",
Cuca

Dani Alves, o dono do time?

A atuação do camisa 10 em sua estreia foi elogiada por Cuca e por boa parte dos próprios jogadores do São Paulo. Não só pelo gol, mas pela liderança que Daniel Alves exerceu: foi quem mais finalizou (três vezes), quem mais driblou (dois) e o que mais sofreu faltas (três). Flutuando entre o lado direito e a faixa central do gramado, ficou à vontade como meio-campista e mostrou a Cuca a versatilidade que dele se espera.

Juanfran impressiona pela simplicidade

O espanhol foi quem mais deu passes em sua partida de estreia (49) e também quem menos errou (só um, registrando 98% de acerto). Deu solidez ao lado direito da defesa tricolor com um jogo simples, mas também não deixou de ser criativo. Foi ele, aliás, quem deu início à jogada do gol que seria de Daniel Alves.

"Muito feliz. Feliz também pelo Daniel, pelo gol... Estamos muito felizes. Agora queremos seguir vencendo, para estar no topo",
Juanfran

Dupla nota diferenças no estilo de jogo

É claro que a adaptação de Dani Alves e Juanfran passa por aprender (ou relembrar, no caso do brasileiro) o padrão de jogo dos times brasileiros. O espanhol explicou que "é diferente jogar no Brasil porque é mais intenso do que na Europa, onde o jogo é mais elaborado"; já Daniel Alves deixou claro que o aprendizado não se resume apenas ao São Paulo. "Há uma irresponsabilidade dos adversários que causa um pouco de caos no jogo", falou, referindo-se à tática um tanto confusa no jogo veloz praticado por aqui.

"São jogadores que dão uma luz bem maior para todos, mas a responsabilidade é a mesma. O São Paulo tem obrigação de lutar por título em todas as competições",
Cuca

Problemas contra o Athletico

Cuca perdeu Bruno Alves e Everton para o jogo contra o Athletico - ambos suspensos por acúmulo de cartões amarelos. Arboleda deve voltar à zaga junto com Anderson Martins, enquanto o ataque vive incógnita: Alexandre Pato é o dono da posição, mas foi desfalque ontem por dores musculares. Cuca tem dois treinos para ajustar o Tricolor antes do duelo na Arena da Baixada, marcado para as 19h15 (de Brasília) de quarta-feira (21), em jogo adiado do Brasileirão.

"Vamos ver se o Pato tem condições [de jogar na quarta-feira], mas acho pouco provável. Acho mais correto preparar para o final de semana",
Cuca

Qual dos pilares do São Paulo tem mais a crescer na sequência do ano?

Resultado parcial

Total de 2866 votos
55,76%
Daniel Vorley/AGIF
21,63%
Daniel Vorley/AGIF
22,61%
false
Total de 2866 votos

Mais Esporte