Topo

Com "fome de gol", Guerrero quer Inter competitivo contra o Nacional

Paolo Guerrero quer o Inter competitivo contra o Nacional, no Uruguai, nesta quarta - Ricardo Rímoli/Estadão Conteúdo
Paolo Guerrero quer o Inter competitivo contra o Nacional, no Uruguai, nesta quarta Imagem: Ricardo Rímoli/Estadão Conteúdo
do UOL

Do UOL, em Porto Alegre

23/07/2019 14h52

Paolo Guerrero está com "fome de gol". Sem marcar desde o retorno das competições de clubes após a realização da Copa América, o peruano quer o Inter competitivo no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores contra o Nacional.

"Sempre o atacante tem que ter fome de gol. Mas o mais importante é ajudar o time. Passamos por uma grande fase. O grupo está muito bem e estamos otimistas com os próximos jogos", disse em entrevista coletiva.

Guerrero tem nove gols em 15 jogos pelo Inter. Foram dois pela Libertadores, três no Brasileiro, três na Copa do Brasil e um no Campeonato Gaúcho.

Prestes a entrar em campo pelo Colorado nas oitavas de final da competição continental, ele repetiu a avaliação de Odair Hellmann sobre o adversário e quer o time brasileiro igualando a intensidade para sair vencedor.

"A gente sabe que um time uruguaio sempre vai ser competitivo. Eles competem os 90 minutos, não param, lutam até o final. Temos que fazer a mesma coisa. Lutar, dividir, competir, que é o nosso DNA. E jogar nosso futebol. Podemos criar muitas situações, tentar, ter chances, fazer os gols. E o mais importante é dividir e estar concentrado os 90 minutos contra um time que fará isso também", explicou.

Vice-campeão da Copa América com a seleção peruana, Guerrero esteve em campo duas vezes desde o recesso. Encarou o Palmeiras pela Copa do Brasil. E ainda que não tenha feito gols com a bola rolando, marcou na disputa de pênaltis que garantiu ao Inter a vaga na semifinal para pegar o Cruzeiro.

O Colorado encara o Nacional nesta quarta-feira às 19h15 (de Brasília), no Uruguai.

Mais Esporte