Topo

Flamengo tem duas semanas para definir time antes da prioridade em 2019

Alexandre Vidal/Flamengo
Abel Braga orienta o Flamengo em jogo que marcou a eliminação para o Fluminense Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-02-18T04:00:00

18/02/2019 04h00

Pressionado pela eliminação para o Fluminense na Taça Guanabara e a necessidade de conquistar resultados por conta do investimento milionário, o Flamengo tem duas semanas para se preparar para a estreia na prioridade da temporada, a Copa Libertadores da América. Até o jogo contra o San José, da Bolívia, o Rubro-negro fará duas partidas pela Taça Rio.

Leia mais:

No dia 5 de março, terça-feira de Carnaval, às 19h15 (de Brasília), os cariocas jogarão na altitude de 3.735m no início do sonho de conquistar a América, algo que se tornou sinônimo de frustração nos últimos anos com eliminações precoces, algumas ainda na primeira fase.

A atual administração não esconde que um investimento superior a R$ 100 milhões na formação do elenco tem peso considerável para que conquistas de expressão sejam alcançadas. A Libertadores é prioridade, mas Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil também são cobrados.

Cabe ao técnico Abel Braga, já questionado por parte da torcida, encontrar e definir os onze titulares. Até o momento, o treinador não fez isso e, pior, aparentou falta de convicção. O tempo de experiências está no fim. Antes do importante compromisso, o Flamengo tem pela frente apenas Americano e Portuguesa - ambos pela Taça Rio.

Até agora, o time do Flamengo se apresentou sem padrão e viveu momentos difíceis nos clássicos. Arrascaeta, reforço mais caro da história do clube, está no banco de reservas. Apesar da falha no Fla-Flu, o uruguaio é visto como titular nos bastidores. E a demora para que o técnico encontre um lugar para ele tem sido alvo de críticas.

Resta ao Flamengo se achar. Caso contrário, terá problemas bem antes do imaginado. "Dia 5 é o nosso principal foco. Na altitude. Não pode abalar. Não temos que achar tudo errado. Eu não acredito em grandes conquistas com coisas fáceis", comentou Abel Braga.

Mais Esporte