PUBLICIDADE
Topo

Atlético define nome ideal para vaga de Rui Costa e tenta diretor do Bahia

Diego Cerri, do Bahia, virou novo alvo do Galo após demissão de Rui Costa do departamento de futebol - Reprodução
Diego Cerri, do Bahia, virou novo alvo do Galo após demissão de Rui Costa do departamento de futebol Imagem: Reprodução
do UOL

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

27/02/2020 17h10

Trabalhando em várias frentes para preencher as lacunas deixadas após as demissões em massa, o Atlético-MG também precisa se preocupar em trazer um novo diretor de futebol para substituir Rui Costa. O nome predileto dentro do clube é o de Diego Cerri, atualmente no Bahia. A cúpula alvinegra já sonda a situação do executivo, mas sabe das dificuldades que pode encontrar para tentar fazer um negócio.

Recentemente, Diego foi cobiçado pelo Palmeiras, que procurava um substituto para Alexandre Mattos. O clube paulista abriu as conversas para contratar o executivo, mas recebeu uma negativa de Diego, que preferiu permanecer no Bahia. É essa recusa que deixa Sérgio Sette Câmara, presidente do Galo, cauteloso sobre uma eventual proposta.

Paulista de 45 anos, Diego Cerri chegou ao Bahia em agosto de 2016. No tricolor, ele montou o time que conquistou o acesso ao Brasileirão daquele ano e faturou a Copa do Nordeste de 2017. Antes disso, também levantou o trofeu com o Ceará em 2015, batendo o próprio Bahia. Outros trabalhos de destaque foram à frente do Red Bull Brasil, de 2010 a 2012, e no Grêmio Barueri/Prudente, de 2007 a 2020. Além do departamento de futebol, Cerri também já desempenhou funções dentro da comissão técnica durante suas passagens pelos Estados Unidos e Emirados Árabes Unidos.

Esporte