PUBLICIDADE
Topo

Flamengo corrige problemas e revive 'outro patamar' em 1º título de 2020

Gabigol e Bruno Henrique celebram gol do Flamengo sobre o Athletico-PR na Supercopa do Brasil - ADRIANO MACHADO/REUTERS
Gabigol e Bruno Henrique celebram gol do Flamengo sobre o Athletico-PR na Supercopa do Brasil Imagem: ADRIANO MACHADO/REUTERS
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/02/2020 04h00

Após conquistar tudo em 2019, o Flamengo havia iniciado o ano ainda em marcha lenta. Nos primeiros jogos, o time apresentou problemas que não tinham sido comuns no ano passado. A defesa não apresentava a mesma segurança e o time sempre cansava no segundo tempo.

Ontem (16), no entanto, nada disso aconteceu. O Flamengo não teve muita dificuldade para vencer o Athletico-PR por 3 a 0 e ficar com o título da Supercopa. Mais que isso, o Rubro-negro resolveu as questões que afligiam a sua torcida e reviveu a célebre frase de Bruno Henrique: esteve em outro patamar.

O bom desempenho da defesa pode estar ligado à estreia de Rodrigo Caio na temporada. Nos três jogos sem ele, o Flamengo só não foi vazado diante do Madureira. Havia uma média de um gol sofrido por partida.

Contra o Athletico, o Rubro-negro teve atuação mais segura. Verdade que o adversário acertou uma bola no travessão e ainda exigiu boas defesas de Diego Alves, mas não houve grandes sustos.

Além disso, o Flamengo parece estar cada vez mais próximo da forma física ideal. O time correu bastante durante os 90 minutos e não apresentou oscilação nesse sentido. Foi justamente o que gerou bastante crítica ao time contra o Fluminense, que aproveitou cansaço para tirar a diferença de 3 a 0 imposta no início e quase conseguir o empate na semifinal da Taça Guanabara.

O Flamengo não só resolveu problemas apresentados neste início de temporada, como também seguiu fazendo o que já vinha dando certo. O ataque funcionou como de costume. Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta deixaram suas marcas.

Foram onze gols marcados nos quatro jogos com o time titular. Deles, apenas um foi marcado pelo lateral Filipe Luís. Os demais foram anotados pelos jogadores de frente. Destaque para Gabigol, com quatro gols. Bruno Henrique (3) e Pedro (2) aparecem logo atrás.

Agora, o Flamengo tem mais decisão pela frente. Nesta quarta-feira, o detentor da última Libertadores encara o Independiente Del Valle, campeão da Sul-Americana, na Recopa. O primeiro jogo é no Equador e a volta, no Rio, no dia 26. No meio desses duelos, o Rubro-negro tem a decisão da Taça Guanabara, no sábado (22).

Esporte