Topo

Cirino encaminha acerto com time chinês e frustra interessados brasileiros

João Vitor Rezende Borba/AGIF
Imagem: João Vitor Rezende Borba/AGIF
do UOL

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/11/2019 19h55

O destino do atacante Marcelo Cirino, do Athletico, deverá ser o Chongqing Lifan, da China. De acordo com o empresário Pablo Miranda, que cuida da carreira do atleta, restam detalhes para que a transferência seja confirmada e ele defenda a equipe chinesa em 2020.

Cirino deixará o Furacão sem que nenhum valor seja pago ao clube brasileiro com o final de um contrato complexo, assinado em 2014.

Vice-campeão da Copa do Brasil 2013, Cirino chamou a atenção do Flamengo que buscou na Doyen Sports um parceiro para tirá-lo do Athletico. Ele rumou à Gávea com direitos fracionados entre os clubes e uma dívida dos cariocas com o investidor. O negócio ainda previa o pagamento de mais uma taxa ao Athletico no caso de uma revenda, o que não aconteceu.

O Flamengo ainda o emprestou ao Inter antes do retorno ao Furacão, no meio de 2018, como parte do negócio que acabou não ocorrendo. No fim do ano, o Fla quitou uma dívida de R$ 20 milhões com a Doyen e Cirino ficou no Athletico, onde venceu a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil, quando deu o passe para Rony marcar o gol decisivo na final contra o Inter.

Livre, o jogador recebeu a proposta do Chongqing e deve assinar contrato nos próximos dias, de acordo com Miranda. Especulado no Corinthians e em outros clubes brasileiros, Cirino deixará o país frustrando interessados - ainda que o empresário garanta que o Timão nunca tenha o procurado para negociar.

Esporte