Topo

Tuka Rocha, ex-piloto da Stock Car, morre após acidente de avião na Bahia

Tuka Rocha durante as 500 Milhas de Kart da Granja Viana 2017 - Greg Salibian/Folhapress
Tuka Rocha durante as 500 Milhas de Kart da Granja Viana 2017 Imagem: Greg Salibian/Folhapress
do UOL

Do UOL, em São Paulo

17/11/2019 08h13Atualizada em 17/11/2019 11h18

Resumo da notícia

  • Avião bimotor com 10 pessoas caiu na última quinta-feira na Bahia
  • Tuka Rocha viajava com amigos e ficou com 80% do corpo queimado
  • O ex-piloto da Stock Car é a terceira pessoa a morrer: o acidente também vitimou as irmãs Maysa Marques Mussi e Marcela Brandão Elias
  • Sete sobreviventes seguem internados, entre eles Marcelo Constantino, neto do fundador da Gol

O ex-piloto de Stock Car, Tuka Rocha, de 36 anos, não resistiu aos ferimentos de um acidente aéreo e morreu na manhã de hoje. A informação foi confirmada ao UOL pela Secretaria de Saúde da Bahia.

Tuka, que se chamava Christiano Chiaradia Alcoba Rocha, estava no jatinho que caiu durante uma tentativa de pouso na pista de um resort em Barra Grande, Bahia, na quinta-feira (14). Ele é a terceira vítima fatal do acidente. As irmãs Maysa Marques Mussi, de 27 anos, e Marcela Brandão Elias, de 37, também morreram.

Tuka Rocha teve 80% do corpo queimado e estava entubado para se recuperar de intoxicação causada pela inalação de gases tóxicos e de queimaduras. Ele passou por cirurgia durante a madrugada de sexta-feira para a limpeza das queimaduras. Ontem, os médicos informaram à família que seu estado era irreversível. Ainda não há informações sobre o velório, que deve acontecer em São Paulo.

Também estavam na aeronave os maridos de Maysa, Eduardo Mussi, e de Marcela, Eduardo Trajano Telles Elias, o filho deles, Eduardo Brandão, de 6 anos, Marie Cavelan, Fernando Oliveira, o piloto da aeronave Aires Napoleão Guerra e Marcelo Constantino, neto do fundador da Gol, Nenê Constantino.

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, as sete vítimas sobreviventes permanecem internadas no Hospital Geral do Estado, em Salvador. O estado de saúde delas não foi divulgado.

Tuka Rocha foi um dos padrinhos do casamento de Maysa e Eduardo Mussi, celebrado em 31 de agosto, em um resort de luxo em Itacaré, também no sul da Bahia.

#Tbt casamento Zoca e Du, amo vcs?? #zocaedu

Uma publicação compartilhada por Tuka Rocha (@tukarocha) em

O Flamengo manifestou pesar pela morte de Tuka. O paulista foi o titular do carro do Flamengo na temporada 2008 da Fórmula Superliga, com direito a um pódio.

Amigos também foram às redes sociais para prestar homenagens e lamentar a morte de Tuka. Entre eles, os automobilistas Caca Bueno, Alexandre Negrão, Tony Kanaan, o piloto Beto Monteiro, da Fórmula Truck, entre outros.

RIP my friend. Gone too soon. Vá em paz meu amigo. Vc fara muita falta

Uma publicação compartilhada por Tony Kanaan (@tkanaan) em

Quem era Tuka Rocha

Christiano Chiaradia Alcoba Rocha, o Tuka Rocha, nasceu em São Paulo no dia 13 de dezembro de 1982. Sua carreira no automobilismo começou na adolescência, conquistando diversos títulos no kart entre 1992 e 2000. Em 2001, mudou-se para os monopostos para disputar a Fórmula 3 Sudam Lights.

No ano seguinte, Tuka foi para a Europa competir na World Series by Nissan, sendo companheiro de Ricardo Zonta na equipe Gabord Competición. Zonta foi campeão da temporada 2002, enquanto Tuka foi o 11º colocado. Em 2003, ele chegou a disputar as primeiras etapas da categoria, com resultados discretos.

Entre 2004 e 2006, Tuka participou da Fórmula 3000 Euroseries - na melhor temporada, em 2006, conseguiu uma vitória e terminou o campeonato com a quarta posição. Além disso, testou o carro da equipe brasileira da A1GP em 2005 e disputou parte da temporada 2006/2007 como titular.

Ainda nos monopostos, Tuka Rocha foi o titular do carro do Flamengo na temporada 2008 da Fórmula Superliga, com direito a um pódio.

Carro de Tuka Rocha pegou fogo durante etapa da Stock Car em 2011; piloto saltou do veículo em movimento, mas passou dois dias na UTI -  Marcos Velloso/Photocamera
Carro de Tuka Rocha pegou fogo durante etapa da Stock Car em 2011; piloto saltou do veículo em movimento, mas passou dois dias na UTI
Imagem: Marcos Velloso/Photocamera
Na Stock Car, competiu entre 2011 e 2018. No primeiro ano, foi apenas o 19º colocado, mas acabou escolhido a revelação da temporada. Naquele mesmo ano, ficou marcado por um susto durante a etapa do Rio de Janeiro: seu carro pegou fogo, e ele precisou saltar do veículo ainda em movimento. A fumaça inalada fez com que ele passasse dois dias na UTI.

Em 2015, conquistou sua primeira e única vitória, na segunda corrida da etapa de Ribeirão Preto.

Tuka Rocha era também o responsável pela Tuka Racing School, uma escola de pilotagem de karts em São Paulo, na qual tinha um projeto de aulas para crianças em parceria com o Instituto Ayrton Senna.

Avião cai e pega fogo durante pouso em resort na Bahia

UOL Notícias

Esporte