Topo

Franck Ribéry começa nova aventura na Fiorentina

21/08/2019 14h51

Roma, 21 Ago 2019 (AFP) - O veterano atacante francês Franck Ribéry chegou como um astro da música ao aeroporto de Florença nesta quarta-feira, aclamado pelos torcedores da Fiorentina, clube que o contratou para disputar duas temporadas.

"Bem-vindo lenda", tuitou o clube toscano da Serie A junto com uma foto de Ribéry na pista de aterrissagem mostrando um cachecol do clube.

O jogador de 36 anos, vice-campeão do mundo na Copa de 2006, chega à Itália com passe livre depois de disputar 12 temporadas e conquistar 23 títulos pelo clube alemão.

"Estou feliz, estou aqui com minha família. Falei durante uma semana com a Fiorentina, também falei com Luca Toni (seu antigo companheiro em Munique, e ex-jogador da Fiorentina). Ele me disse que a Fiorentina é um grande clube e que a cidade é linda", afirmou em um vídeo publicado no Facebook por seu novo clube.

Ribéry, anunciado oficialmente horas depois, vai jogar a Serie A, depois de ter descartado jogar nos ricos mercados emergentes da China e do Golfo. A mídia italiana disse também que o atacante teria recusado uma oferta do Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos.

"Para mim era crucial que ele assinasse um contrato de dois anos", confessou à rede alemã Sky Sports. "Outro fator importante é poder ter minha família comigo. Estou muito feliz de poder jogar futebol de alto nível por mais dois anos", acrescentou.

- Trio ofensivo faz sonhar -Apesar de uma última temporada muito complicada (quando terminou em 16º), a Fiorentina segue sendo um clube tradicional e ambicioso na Itália, e a chegada de Ribéry surge como o primeiro grande golpe do novo presidente, o empresário ítalo-americano Rocco Commisso.

"Amanhã vamos apresentá-lo para toda a cidade. Abriremos o estádio Artemio Franchi para que todo mundo possa saudá-lo. Esperamos um estádio cheio, como este campeão merece", declarou o representante de Commisso na Itália, Joe Barone.

Ribéry vai participar da coletiva de imprensa na quinta-feira antes de ser apresentado aos 'tifosi' no estádio.

O jogador poderá ser escalado por seu treinador Vincenzo Montella já na primeira partida da Serie A, contra o Napoli.

As pernas ou a cintura de Ribéry podem não ser mais as mesmas aos 36 anos, mas ele conserva o talento e seu jogo imprevisível, além de sua experiência para guiar jovens como Chiesa, Vlahovic e Milenkovic.

Com Chiesa pela direita, Ribéry na esquerda e Kevin-Prince Boateng no centro, o clube se permite sonhar.

stt-ole/iga/aam

Mais Esporte