PUBLICIDADE
Topo

Benítez e Guarín encerram 'solidão gringa' de Cano no Vasco

Atacante Germán Cano terá a companhia de mais dois gringos no Cruz-Maltino - Carlos Gregório Júnior / Vasco
Atacante Germán Cano terá a companhia de mais dois gringos no Cruz-Maltino Imagem: Carlos Gregório Júnior / Vasco
do UOL

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/02/2020 04h00

Em termos de adaptação, a chegada de Germán Cano ao Vasco não foi das mais simples. Se ano passado o elenco tinha três jogadores de língua espanhola, quando o argentino se apresentou, era o único gringo do grupo.

O lateral direito paraguaio Raul Cáceres retornou para o Cerro Porteño (PAR), o zagueiro colombiano Oswaldo Henríquez não chegou a um acordo de renovação com o clube e o também colombiano Fredy Guarín ainda negociava um novo vínculo.

No total, Cano ficou cerca de um mês como o estrangeiro solitário do grupo vascaíno, até que a novela da renovação com Guarín teve um final feliz e o meia se reapresentou.

Com poder de liderança na equipe, mesmo tendo atuado apenas nos últimos três meses de 2019 pelo Cruz-Maltino, Guarín tratou de ambientá-lo e ajudá-lo no dia a dia.

Disposto a acelerar o mais rápido possível o processo de adaptação de Cano, o colombiano fez questão de se aproximar do atacante também fora de campo. Na última segunda-feira (24), por exemplo, eles foram juntos assistir aos desfiles das escolas de samba na Marquês de Sapucaí, onde ficaram em um dos camarotes da avenida.

Benítez ainda não falou com Cano

A partir de agora, além de Guarín para ajudá-lo na comunicação, Cano terá também um compatriota, o meia Martín Benítez, que chegou ontem (27) ao Rio de Janeiro por empréstimo do Independiente (ARG).

Em seu desembarque, o jogador, que já foi anunciado pelo Vasco, disse que ainda não teve a oportunidade de conversar com o atacante. "Com Germán não pude falar. Sei o grande jogador que é e sei a equipe que tem o Vasco. Por isso também a decisão de vir para cá".

À vontade

Germán Cano (esquerda) em momento de descontração com os companheiros de Vasco da Gama - Rafael Ribeiro / Vasco
Germán Cano (esquerda) em momento de descontração com os companheiros de Vasco da Gama
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Apesar de ter passado o primeiro mês de trabalho como único estrangeiro do elenco, Germán Cano se sentiu à vontade no grupo dentro do possível. O argentino costuma interagir e brincar com os companheiros e já foi até chamado para um churrasco na casa do zagueiro e capitão Leandro Castan.

Início animador

Rafael Ribeiro / Vasco
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Contratado para ser o homem-gol do Vasco, Germán Cano tem correspondido às expectativas dentro de uma equipe que ainda não embalou nem convenceu o torcedor vascaíno. Até aqui, dos seis gols feitos pelo time na temporada, quatro foram do argentino. Ele disputou sete partidas.

Mais um argentino na mira

O Vasco ainda não encerrou suas investidas no mercado da bola e monitora a situação do meia Nicolás Oróz, de 25 anos, do Racing (ING). Na última quarta-feira (26), o diretor-executivo de futebol cruz-maltino, André Mazzuco, admitiu o interesse do clube no jogador, mas salientou que o atleta está valorizado, o que se torna um dificultador.

Esporte