PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro empata nos acréscimos e mantém invencibilidade no Mineiro

Maurício empata para o Cruzeiro aos 49 do segundo tempo contra Patrocinense - Reprodução
Maurício empata para o Cruzeiro aos 49 do segundo tempo contra Patrocinense Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo

16/02/2020 20h59

O Cruzeiro se salvou no último lance da partida contra o Patrocinense e manteve a invencibilidade no Campeonato Mineiro. Graças a um gol de Maurício aos 49 minutos do segundo tempo, a equipe dirigida por Adilson Batista arrancou um empate por 1 a 1, hoje, no estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio (MG), pela sexta rodada do Estadual.

Com o resultado, o Cruzeiro perde a chance de dormir na liderança do torneio. O time celeste fica nos 11 pontos, em quinto lugar, a dois pontos da líder Caldense. O Patrocinense, por sua vez, está em sexto lugar, com oito pontos.

Já o Patrocinense perdeu o aproveitamento de 100% em seu estádio. A equipe do interior havia vencido Coimbra e Villa Nova antes de parar em um dos grandes do futebol mineiro.

Na próxima rodada, o Cruzeiro tenta manter a série invicta diante do Uberlândia, no dia 1º de março, no Mineirão. Antes disso, porém, o time celeste visita o Tombense na quinta-feira (20) em partida que havia sido adiada da segunda rodada. Em sua próxima partida, o Patrocinense enfrentará a líder Caldense, pela sétima rodada, no dia 1º.

O melhor

Paulo Renê fez o papel de um verdadeiro centroavante no Patrocinense. Além de incomodar a defesa adversária, saíram dos pés dele as melhores oportunidades de gol. Depois de marcar um gol de cabeça, ele ainda obrigou Fábio a fazer boa defesa no segundo tempo.

Começo lento

Ambos os times deixaram o jogo sonolento no início da partida. As chances de gol começaram a ser criadas a partir dos 25 minutos. E mesmo assim, os goleiros foram pouco exigidos durante o primeiro tempo.

Blitz dos anfitriões

Quando o jogo parecia caminhar para um empate sem gols para o intervalo, o Patrocinense impôs uma blitz sobre o adversário. Em cinco minutos, foram três chances criadas. Depois de mandar duas vezes para fora, Paulo Renê aproveitou desatenção da defesa cruzeirense e, após cruzamento perfeito de Giba, cabeceou no canto esquerdo de Fábio aos 47 minutos.

Volta eletrizante

O início do segundo tempo dava a entender que as equipes elevariam o nível da partida. Logo aos 3 minutos, Paulo Renê obrigou Fábio a fazer boa defesa. Dois minutos mais tarde, foi a vez de o Cruzeiro assustar pela primeira vez. Em jogada bem trabalhada pelo meio, Roberson se livrou da marcação e chutou rasteiro para boa defesa de Thiago Passos.

Jogo desacelerado

Tudo mudou logo depois deste reinício cheio de intensidade. A partida ficou travada no meio-campo, e as chances de gol eram raras. O Cruzeiro esbarrava na falta de criatividade, enquanto o Patrocinense só assustava em lances isolados.

Gol salvador

E quando tudo se caminhava para o triunfo do Patrocinense, veio mais um gol nos acréscimos. Maurício marcou o gol salvador para o Cruzeiro aos 49 minutos do segundo tempo. Após cruzamento da direita, a bola pipocou dentro da área e sobrou para o meio-campista mandar para o gol do Patrocinense.

Volta do matador

Antes da partida, o Cruzeiro anunciou a contratação do centroavante Marcelo Moreno depois de seis anos. Essa será a terceira passagem do atacante boliviano no clube. Ele, que vai assinar contrato de três anos, fez parte do elenco campeão brasileiro de 2014.

FICHA TÉCNICA

PATROCINENSE 1 X 1 CRUZEIRO

Local: Estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio (MG)
Data: 16 de fevereiro de 2020 (domingo)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Zavenelli da Silva
Assistentes: Magno Arantes Lira e Leonardo Henrique Pereira
Cartões amarelos: Alemão, Thiago Passos, David (Patrocinense); Léo, Welinton (Cruzeiro)

Gol: Paulo Renê, aos 47min do primeiro tempo (Patrocinense); Maurício, aos 49 minutos do segundo tempo (Cruzeiro)

PATROCINENSE: Thiago Passos; Marcelo, Alisson, Gregory e Pedro Rosa; Léo Costa, Rodney, Alemão (David) e Diego Luís; Giba e Paulo Renê. Técnico: Thiago Oliveira

CRUZEIRO: Fábio; Valdir, Léo, Cacá e João Lucas; Jadsom (Vinícius Popó), Pedro Bicalho, Maurício e Everton Felipe; Roberson (Welinton) e Alexandre Jesus (Marco Antônio). Técnico: Adilson Batista

Esporte