PUBLICIDADE
Topo

Treinador exalta McGregor motivado e 'faminto' por lutas: "É assustador"

Conor McGregor - Kirill KUDRYAVTSEV / AFP
Conor McGregor Imagem: Kirill KUDRYAVTSEV / AFP

Ag. Fight

10/12/2019 16h33

No dia 18 de janeiro, Conor McGregor enfim vai retornar ao Ultimate, em duelo contra Donald Cerrone, na luta principal do UFC 246, em Las Vegas (EUA). A última vez que o irlandês pisou no octógono foi em outubro de 2018 e, por isso, sua volta gera uma grande expectativa. Um dos treinadores do lutador, Owen Roddy é só confiança para ver seu pupilo em ação e ratificou que os fãs vão ver a "velha versão" do ex-campeão dos penas (66 kg) e leves (70 kg).

Em entrevista ao podcast 'Eurobash', do site 'MMA Fighting', o técnico afirmou que observa um McGregor empolgado como há muito tempo não se via e, segundo ele, é um perigo para seus adversários. O irlandês, neste tempo que ficou ausente do Ultimate, se envolveu com problemas pessoais e focou na divulgação de sua marca de uísque. Porém, agora seu objetivo é somente nos seus compromissos no Ultimate.

"Acho ótimo ver o Conor de volta fazendo o que gosta, isso é a coisa mais importante para mim, para todos e para ele mesmo. Você pode ver nele - ele está gostando. Não sei, ele teve alguns anos loucos. Não sei como ele lida. Ele tem muitos negócios que valem milhões, é caótico, eu diria. Agora ele está resolvendo tudo e está de volta fazendo o que gosta. Acho que quando você começa a ver algumas imagens dele treinando, fazendo as suas entrevistas, você vai ver o velho Conor de volta. Já posso ver isso. Quando as pessoas veem isso, elas dizem: 'É esse o Conor que nos apaixonamos'. Ele está com essa fome novamente. Um faminto, dedicado e motivado Conor McGregor é um cara assustador", afirmou o treinador.

O treinador ainda fez uma comparação da última preparação de McGregor, para o duelo contra Khabib Nurmagomedov, para essa agora para o combate contra Donald Cerrone. Segundo Owen, a rotina de atividades está mais regulada e McGregor tem um horário mais definido para fazer seus treinos

"O último camp foi um pouco esporádico. Não sabíamos a que horas estávamos treinando. Às vezes era muito à noite, às vezes era de manhã muito cedo. Mesmo que estivéssemos fazendo todas essas sessões, não acho que seja bom quando ele nem sabe a que horas vai treinar. Nos últimos meses, tem sido muito regulado", revelou.

Ex-campeão dos penas e dos leve, Conor McGregor não atua desde outubro de 2018, quando foi finalizado por Khabib Nurmagomedov, em disputa do título até 70 kg. Para o duelo contra Donald Cerrone, o irlandês vai atuar na categoria dos meio-médios (77 kg), divisão em que já encarou duas vezes Nate Diaz.

Esporte