PUBLICIDADE
Topo

Campeã paraolímpica morre aos 40 anos por meio de eutanásia

Mais de 10 anos após optar pela eutanásia, a paratleta belga Marieke Vervoort morreu ontem - Francois Nel/Getty Images
Mais de 10 anos após optar pela eutanásia, a paratleta belga Marieke Vervoort morreu ontem Imagem: Francois Nel/Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo

23/10/2019 08h30

A paratleta Marieke Vervoort, que disputou os Jogos Paraolímpicos de 2012, em Londres, e de 2016, no Rio, morreu ontem aos 40 anos por meio de uma eutanásia.

Vervoort tomou a decisão em 2008, quando já travava uma batalha contra uma doença muscular degenerativa. Na Bélgica - país de origem da paratleta -, este procedimento é considerado legal.

Há quatro dias, ela publicou no Instagram a sua última mensagem: "Não podemos esquecer as boas memórias", disse Vervoort na legenda da foto, que mostra ela em uma prova de velocidade em cadeira de rodas, sua especialidade.

Na competição de Londres, a belga garantiu uma medalha de ouro histórica. Quatro anos depois, no Brasil, garantiu outra premiação - desta vez, a medalha de prata.

Na edição de 2016, aliás, ela falou sobre a dificuldade para viver. "É uma dor ininterrupta de uma doença espinhal degenerativa e incurável. É muito difícil para o meu corpo. Em cada treinamento, sofro por causa da dor. E em toda corrida eu treino duro".

Can't forget the good memories!

Uma publicação compartilhada por Marieke Vervoort (@wielemie.marieke.vervoort) em

Esporte