Topo

Vasco reforça bom momento e vence o Inter no Beira-Rio

do UOL

Do UOL, em São Paulo

20/10/2019 18h02Atualizada em 20/10/2019 20h17

O Vasco venceu o Internacional por 1 a 0 na tarde deste domingo (20), em jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019, no Beira-Rio. Foi um grande resultado para o time de Vanderlei Luxemburgo, que chegou ao terceiro triunfo consecutivo pela competição e impôs ao seu oponente também o primeiro revés em seus domínios.

O clube de São Januário encaminha, assim, a principal meta do veterano treinador: que é deixar a zona do rebaixamento cada vez mais distante para poder sonhar, quem sabe, em conquistar algo mais na competição.

O Internacional permaneceu na sexta posição na tabela, um ponto atrás do Corinthians: uma possível entrada no G4 foi adiada. O Vasco permaneceu em 11º lugar, com 37 pontos. Mas, embora não tenha subido na tabela, ganha confiança e tranquilidade para a reta final. Além do mais, continua na zona de classificação para a Copa Sul-Americana.

A próxima rodada será fora de casa para ambos, no sábado (26). O Inter viajará até Salvador, onde enfrentará o Bahia na Arena Fonte Nova sem D'Alessandro, Patrick e Bruno Silva, que tomaram o terceiro cartão amarelo e cumprirão suspensão. O jogo está marcado para às 19 horas. O Vasco irá jogar contra o Ceará, no Castelão, às 17 horas.

Foram bem: Fernando Miguel e Marrony garantem vitória

Vale destacar o trabalho feito pelo goleiro Fernando Miguel de um lado e o gol do jovem atacante Marrony do outro. Essa combinação certamente deixou o técnico Vanderlei Luxemburgo satisfeito. Miguel mais uma vez brilhou com belas defesas, principalmente diante de D'Alessandro, que até fez um gol, em lance que acabou anulado. Marrony, por sua vez, volta a crescer, substituindo Talles Magno.

Foi mal: Paolo Guerrero apagado

Vivendo incômodo jejum, o atacante peruano pouco apareceu dentro de campo. Foram muitas as reclamações de que a bola não chegava para ele, de todo modo. Quando chegava, porém, o astro não aproveitava, com chutes e cabeceios fracos, o que facilitou a defesa de um inspirado Fernando Miguel. No segundo tempo, apareceu ainda menos. Chegou a receber um lançamento na área, ficou cara a cara com o gol, mas perdeu a chance de empatar o jogo.

Inter x VAR

O time da casa teve atuação superior no primeiro tempo do jogo, chegando a marcar um gol no finalzinho, que foi anulado. Os jogadores se revoltaram com o juiz e sobrou cartão para D'Alessandro, que havia acertado uma bela finalização. Acontece que, antes de o argentino acertar por cobertura, o zagueiro Victor Cuesta havia feito um "strike" na área vascaína - foi marcada falta após revisão demorada da arbitragem.

A chiadeira do Inter com a arbitragem e a aplicação do VAR especificamente já vem de longa data. Contra o Santos, o Inter teve dois gols anulados. O time somou assim três cancelamentos em três jogos.

Vasco vive boa fase

Com a sequência de três vitórias no Brasileirão, o time carioca confirmou sua boa fase. Ao contrário do esperado, a equipe superou a força que só aparecia em São Januário. Comandados por Vanderlei Luxemburgo, os jogadores ganharam confiança para jogar fora do Caldeirão, e o resultado tem sido positivo.

O talento que Marrony vem mostrando é mais uma afirmação dessa boa fase. Disputando a vaga com o atacante Talles Magno, de 17 anos, o também atacante marcou seu segundo gol no campeonato. O nervosismo do Inter facilitou para o Vasco, que jogou o segundo tempo com calma e tranquilidade.

Cronologia do jogo

O jogo começou quente, com uma tentativa de ataque e roubada de bola do Internacional e marcação apertada do Vasco. A bola foi bem disputada nos primeiros dez minutos, com escanteios, cobranças de falta e defesas dos dois lados. O duelo seguiu com uma marcação adiantada na saída de bola, tanto do Inter, quanto do Cruzmaltino, com diversas paralisações do árbitro devido às faltas marcadas pelos jogadores.

Aos 20 do primeiro tempo, o Vasco cobrou a falta mais perigosa do jogo até então, mas a cobrança de Pikachu não passou pela barreira. Nos minutos seguintes, o clube carioca passou a apresentar um perigo maior para o goleiro Marcelo Lomba, que fez uma belíssima defesa depois do lançamento do atacante Rossi para a área. Ainda assim, o Inter teve as melhores chances e deu trabalho ao goleiro Fernando Miguel.

A primeira metade do confronto teve velocidade nos contra-ataques das duas equipes. Em finalizações e posse de bola, o Colorado ficou em vantagem. Diante da pressão do Vasco, o time da casa apelou para as faltas.

Nos 44 minutos, D'Alessandro bateu de fora da área e fez um belíssimo gol, mas um atropelamento causado por Víctor Cuesta segundos antes do chute, fez o VAR entrar em campo. O juiz anulou o gol, D'Alessandro reclamou e levou cartão amarelo. Com a demora para a volta do jogo devido às reclamações do dono da casa, Luxemburgo perdeu a paciência e também foi advertido com cartão.

As paralisações resultaram em um acréscimo de cinco minutos, mesmo tempo que o jogo ficou parado para análise do VAR. Isso levou os colorados a reclamarem mais uma vez. Antes do apito final, ainda deu tempo de Ribamar desperdiçar um gol feito.

O Inter voltou abalado para o segundo tempo e aos cinco minutos Bruno Silva levou o segundo cartão do time ao derrubar Guarín, em lance de contra-ataque. Dois minutos depois, Marrony balançou a rede para o Vasco, que estava tentando se impor no jogo.

A disputa ficou mais equilibrada após o gol, com o time gaúcho tentando o empate, enquanto o carioca trabalhava para evitar as chegadas do oponente. A pressão feita pelo time da casa não teve organização, os jogadores pareciam confusos. O Vasco, no entanto, desperdiçou as chances de decidir o jogo com um segundo gol, e permaneceu no 1 a 0.

Torcida

As investidas de Bruno Fuchs arrancaram aplausos dos torcedores desde o início do jogo. Mas o clima esfriou em Porto Alegre quando o árbitro Vinicius Gonçalves anulou o belíssimo gol feito por D'Alessandro. Na saída para o intervalo, o juiz foi muito vaiado. Quando a partida foi retomada, os torcedores voltaram a empurrar o Inter e não desanimaram mesmo após sofrer o gol.

Tímida, a torcida do Vasco não fez muito barulho no Beira-Rio, mas gritou o nome de Fernando Miguel a cada defesa milagrosa que evitou o empate.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 0X1 VASCO

Campeonato Brasileiro - 27ª rodada
Local:
Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Auxiliares: Bruno Salgado Rizo (SP) e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões Amarelos: D'Alessandro; Bruno Silva e Patrick (Internacional); Guarín e Vanderlei Luxemburgo (Vasco)
Gol: Marrony, aos 7 do segundo tempo (Vasco)
Público e renda: Público total: 24.908. Pagantes: 21.273. Renda: R$ 928.260,00.

Internacional: Marcelo Lomba; Zeca (Wellington Silva), Victor Cuesta, Bruno Fuchs e Heitor; Patrick, Bruno Silva e Edenilson; Nico López (Sarrafiore), Guerrero e D'Alessandro. Técnico: Ricardo Cobalchini

Vasco: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Richard, Bruno Gomes e Felipe Ferreira (Marcos Júnior); Rossi (Gabriel Pec), Marrony e Lucas Ribamar (Guarín). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Esporte