Topo

Jean Mota diz ser o craque do Paulista até aqui, mas quer título

Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF
do UOL

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

2019-02-20T13:21:51

20/02/2019 13h21

O meia Jean Mota vive a melhor fase da carreira. Principal jogador do melhor time do Campeonato Paulista e artilheiro da competição, o camisa 41 está tendo um início de ano no Santos como jamais poderia ter sonhado. De criticado pela torcida e na lista de transferências, o jogador é hoje um dos pilares do time do técnico Jorge Sampaoli.

Além de artilheiro com sete gols, Jean lidera o Paulistão em finalizações totais, com 26, em cruzamentos certos, 19, é o quinto melhor em assistências para finalizações, 15, e o segundo entre os meias em lançamentos corretos, com 10. Números que fazem com que o próprio meia admita que é o craque do estadual até aqui.

"Pelos números, até aqui... O Santos é grande, temos de almejar títulos. Não adianta falar de números pessoais, mas não conquistarmos títulos. A gente sempre tem metas e eu espero que possa alcançar e aumentar esses números", disse hoje em entrevista coletiva.

No início da temporada, Jean Mota estava disponível para ser emprestado e recebeu proposta concreta do Bahia, chegando a acertar com o clube. Ele estava de saída do Santos quando Sampaoli chegou e pediu pela permanência do meia. Deu certo e agora, na opinião do próprio Jean Mota, ele vive a melhor fase da carreira.

"Sem dúvida (a melhor fase). Muito feliz por este momento. É difícil falar sobre críticas, pois estamos em um grande time e vamos sofrer isso. Quando cheguei, tive momentos bons, fomos vice-campeões. Ano passado tive um momento difícil. Sempre procurei trabalhar da melhor maneira e ajudar o Santos, independente da função. Futebol é assim, vamos ser cobrados sempre. Você vai ser cobrado, pois está em um time grande, vai ter de conquistar títulos. Eu já tinha confiança, eu poderia mostrar, mas por alguns momentos, isso foi ficando ruim para mim. Sempre tive a cabeça no lugar para dar a volta por cima", explicou.

O Santos tem um grande desafio neste sábado, às 19h, quando enfrenta o Palmeiras, no Allianz Parque, em São Paulo, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. No primeiro clássico sob o comando de Sampaoli, o Peixe bateu o São Paulo por 2 a 0.

Mais Esporte