Topo

Sampaoli explica apetite do Santos por marcar gols: "Nossa religião"

do UOL

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

2019-02-18T22:43:13

18/02/2019 22h43

Se tem alguém que aprendeu rápido o tal 'DNA ofensivo' do Santos, essa pessoa se chama Jorge Sampaoli. O técnico argentino comanda o melhor ataque do Campeonato Paulista com 16 gols e uma equipe que mostra intensidade em todos os momentos da partida. Hoje, diante do Guarani, não foi diferente: vitória por 3 a 0 com um dos gols marcado aos 45 do segundo tempo.

Na verdade, o rápido entendimento de Sampaoli vem também de suas próprias crenças. O treinador é conhecido por formar equipes ofensivas, que atacam a todo momento e pressionam o adversário quando não estão com a bola. Segundo ele, isso é uma religião.

"Estamos com uma estrutura de trabalho que nos permite trabalhar dessa forma. Mas o mais importante é a vontade de ir para frente, a vontade dos jogadores de desfrutar o jogo, tratando de crescer, tratando como se o jogo e o gol rival fosse nossa religião. Estamos construindo essa ideia e tomara que desfrutemos dela", disse o argentino em entrevista coletiva após a partida.

Desde que chegou ao Santos, Sampaoli vai acumulando marcas positivas: além de ser líder isolado do Paulistão, o técnico igualou seu melhor início de trabalho e levou o ataque do Peixe a atingir uma marca de gols que apenas a equipe de Pelé havia conseguido.

O treinador santista terá pela frente agora um grande desafio: o clássico contra o Palmeiras, marcado para este sábado, às 19h, no Allianz Parque. Na primeira partida diante de um rival na temporada, o Peixe passou fácil pelo São Paulo, vencendo por 2 a 0.

Mais Esporte