Topo

Após férias, Medina estreia no ano em evento "anti-plástico" em Noronha

WSL / ED SLOANE
Gabriel Medina, durante onda em Pipeline, no Havaí Imagem: WSL / ED SLOANE
do UOL

Gustavo Setti

Do UOL, em São Paulo

2019-02-18T04:00:00

18/02/2019 04h00

Gabriel Medina curtiu férias depois de conquistar o bicampeonato mundial de surfe no ano passado, mas o descanso acabou. Depois de dois meses desde a última competição, o surfista de Maresias fará sua estreia em 2019 a partir desta terça-feira (19) em um evento "anti-plástico" em Fernando de Noronha.

O arquipélago recebe, de 19 a 24 de fevereiro, o Oi Hang Loose Pro Contest nos tubos da Praia da Cacimba do Padre. O vencedor da etapa ganhará 6 mil pontos no ranking da divisão de acesso do Mundial de Surfe (WQS). Fernando de Noronha está prestes a proibir venda e uso de itens de plástico descartável, como canudos, talheres, copos e sacos. O objetivo é diminuir a quantidade de lixo. 

O decreto foi assinado em dezembro do ano passado, mas a medida só entrará em vigor em abril de 2019. Mesmo assim, a organização do evento já adotou a medida. De acordo com Álfio Lagnado, da Surf Co., que promove a etapa em Noronha, o campeonato terá "praticamente plástico zero". 

"Estamos trabalhando junto para ter um evento praticamente plástico zero. Na alimentação de praia, serão talheres de metal ao invés de plástico. Copos e canecas de acrílico reutilizável ao invés de copos plásticos. As lonas do palanque reusamos para sacolas de compras em nossas lojas. Agora, alguns itens como guarda-sóis ficam de doação para a ilha", contou.

A Liga Mundial de Surfe (WSL) está implementando a política de plástico zero em todos os eventos que organiza desde o início desta temporada. Apesar de não ser a responsável pelo Oi Hang Loose Pro Contest, a entidade manteve a mesma linha. 

"Eles (organizadores) estão cientes da nossa preocupação e da nova legislação em relação ao uso de plástico na ilha. Estão compromissados nesse primeiro momento em mitigar ao máximo o uso de plástico no evento deste ano", explicou Xandi Fontes, diretor geral da WSP na América do Sul.

Evento volta para Noronha com surfistas da elite

Aleko Stergiou
Medina, durante bateria em Noronha Imagem: Aleko Stergiou

O evento foi realizado em Noronha de 2000 a 2012 e agora retorna ao arquipélago depois de anos afastado. O último campeão por lá foi Miguel Pupo, que está confirmado para a edição deste ano.

Já Medina nunca venceu em Noronha nas duas edições que disputou. Foi nono colocado em 2011 e quinto em 2012. A ideia é utilizar o evento como início de preparação para o Circuito Mundial de Surfe (WCT), que começa na Austrália em abril. 

Além de Medina, o Oi Hang Loose Pro Contest terá outros brasileiros que fazem parte da elite do surfe: Italo Ferreira, Yago Dora, Peterson Crisanto, Deivid Silva e Jadson André.

Mais Esporte