PUBLICIDADE
Topo
Entretenimento

Entretenimento

Miss Universo 2020: Brasileira Julia Gama fica em segundo lugar

do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/05/2021 01h12Atualizada em 17/05/2021 13h36

Julia Gama ficou em segundo lugar no Miss Universo 2020. Em evento realizado no Seminole Hard Rock Hotel & Casino, em Hollywood, na Flórida, a modelo gaúcha chegou a grande final, mas acabou perdendo a disputa da coroa para a mexicana Andrea Meza.

Com o resultado, Julia repete o feito da modelo mineira Natália Guimarães, que ficou com a segunda colocação na edição de 2007 da competição internacional de beleza.

O Brasil, porém, completa 53 anos sem a conquista da coroa. O país só saiu vencedor de uma Miss Universo em 1963, com Iêda Maria Vargas, e 1968, com Martha Vasconcellos.

Miss Universo 2020

Trajetória da brasileira

Na noite de gala, nos Estados Unidos, Julia Gama viveu fortes emoções com o segundo lugar e como se deu a sua caminhada durante o processo de cortes para a definição das finalistas para disputa da coroa.

Na formação do top 21, a brasileira foi 16ª chamada para se apresentar no palco. Já no top 10, então, a modelo causou apreensão sobre possível corte precoce por ser a última convocada para completar o grupo. Na montagem do top 5, ela foi a terceira anunciada e depois assistiu à mexicana ficar com o posto de Miss Universo 2020.

A brasileira Julia Gama e a mexicana Andrea Meza disputaram a final do Miss Universo 2020 - Rodrigo Varela / Getty Images - Rodrigo Varela / Getty Images
A brasileira Julia Gama e a mexicana Andrea Meza disputaram a final do Miss Universo 2020
Imagem: Rodrigo Varela / Getty Images

Em seu discurso de apresentação, Júlia Gama destacou a sua decisão de ir morar na China há três anos para se tornar a primeira atriz a latino-americana a entrar no cinema local.

"Olá, eu sou a Julia Gama, a miss universo Brasil. Atuar é a minha maior paixão. Eu já sou atriz na China há três anos. Escolhi morar na China porque eu decidi queria fazer algo que ninguém mais tinha feito antes: me tornar a primeira atriz latino-americana a entrar no setor do cinema chinês. Tenho a felicidade de dizer que tive sucesso nisso. Depois da China eu me sinto preparada para qualquer coisa", declarou a modelo.

Ao chegar ao top 5, a modelo gaúcha foi questionada pela jurada como convencer o mundo que as mulheres são capazes de serem grandes líderes e discursou em aviso ao mundo que não existe diferente entre homens e mulheres.

As mulheres são uma parte muito importante da sociedade e só porque não somos incentivadas da mesma forma que os homens, não significa que não temos o nosso potencial. O mundo precisa da contribuição das mulheres. Nós estamos aqui por um motivo e convido as mulheres a entenderem que somos as líderes das nossas vidas e fazer muito pela nossa comunidade. Então, vamos erguer nossas mãos.

Entretenimento