Topo

Aránguiz pede cancelamento do amistoso com Peru devido à crise no Chile

Charles Aranguiz, jogador da seleção do Chile - REUTERS/Diego Vara
Charles Aranguiz, jogador da seleção do Chile Imagem: REUTERS/Diego Vara

Santiago - AFP

12/11/2019 18h57

O volante da seleção chilena, Charles Aránguiz manifestou, hoje, em Santiago que devido à crise vivida pelo Chile o amistoso da seleção do país contra o Peru em Lima na próxima semana deveria ser suspenso.

"Há um ambiente difícil e minha opinião é que não deveria ser jogado, para respeitar o que está acontecendo no país", afirmou Aránguiz do Bayern Leverkusen alemão, à mídia local.

O volante defendeu que uma eventual suspensão deveria ser discutida em Juan Pinto Durán, o complexo onde a 'Roja' se concentra antes do amistoso da próxima terça.

A crise social no Chile, que já entrou em sua quarta semana, deixou 20 mortos, cerca de 2.000 feridos e mais de 200 com lesões ou perda de um olho por balas de borrachas em meio aos confrontos com a polícia.

Já o astro Arturo Vidal, do Barcelona, disse em sua chegada ao Chile que o duelo com o Peru "é uma partida importante, porque é o último jogo antes das Eliminatórias e a Copa América-2020. Seria lindo ganhar do Peru para que as pessoas se esqueçam um pouco do que está acontecendo".

"Estou com o povo, se levantou, está pedindo o que é justo", acrescentou.

As eliminatórias sul-americanas para Catar-2002 vão começar em março do ano que vem.

Outros convocados, como o goleiro Claudio Bravo (Manchester City/Inglaterra) e Alexis Sánchez (Inter de Milão/Itália), excluído do amistoso devido a uma lesão, também manifestaram apoio aos protestos e pediram que o governo atenda as reformas que estão sendo exigidas.

Esporte