Topo

Flamengo e Grêmio já reclamaram de árbitro escalado para o Maracanã

Patricio Loustau, árbitro argentino, terá a missão de conduzir o embate brasileiro na semifinal - Lucas Uebel/Getty Images
Patricio Loustau, árbitro argentino, terá a missão de conduzir o embate brasileiro na semifinal Imagem: Lucas Uebel/Getty Images
do UOL

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

22/10/2019 17h01

A semifinal entre Flamengo e Grêmio na Copa Libertadores da América terá Patrício Loustau como árbitro, às 21h30 de amanhã (23), no Maracanã. E os dois clubes já tiveram suas razões para reclamar do do árbitro argentino ao longo desta edição do torneio continental.

O primeiro a reclamar de Loustau foi o Flamengo, ainda na terceira rodada da fase de grupos. Na ocasião, os rubro-negros perderam para o Peñarol por 1 a 0 no Maracanã, ainda sob o comando de Abel Braga, e Gabriel acabou expulso.

O atacante deu um carrinho pesado no campo de defesa, levou vermelho direto, mas considerou a punição injusta por ter acertado também a bola. Os uruguaios acabaram abrindo o placar já com um jogador a mais.

Nas quartas de final da Libertadores, foi a vez de Loustau ouvir broncas gremistas por uma derrota em casa por 1 a 0. O Tricolor Gaúcho perdeu para o Palmeiras e viu seus dirigentes bradarem contra o argentino por uma suposta omissão diante da cera feita pelo time paulista. Com uma vitória por 2 a 1 no Pacaembu, porém, o Grêmio conseguiu se classificar para a semifinal.

Amanhã, Loustau terá os compatriotas Diego Bonfa e Gabriel Chade como auxiliares. Na cabine do VAR, o brasileiro Raphael Claus estará no comando. O argentino também já apitou outro confronto entre cariocas e gaúchos: nas quartas, o Fla buscou empate por 1 a 1 com o Internacional no Beira-Rio e avançou para pegar os gremistas.

O Flamengo tem a vantagem de poder empatar sem gols para se classificar. O Grêmio pode passar com um empate desde que dois ou mais gols sejam marcados. Um novo 1 a 1, como aconteceu na Arena do Grêmio, leva a disputa para os pênaltis.

Esporte