Topo

Em fim de contrato com UFC, Thiago 'Pitbull' abre portas para outras ligas: "Ver quem paga mais"

Ag. Fight

14/10/2019 15h44

'Pitbull' tenta se recuperar da derrota sofrida para Laureano Staropoli - Fábio Oberlaender

Uma das mais longas parcerias entre atleta e organização de MMA atuais se encaminha para o fim. Após 14 anos no UFC, com 26 combates realizados desde então, Thiago 'Pitbull' está próximo de sua despedida da liga. O último duelo previsto em contrato com o Ultimate já está agendado, inclusive. O meio-médio (77 kg) brasileiro encara Tim Means no dia 7 de dezembro, em Washington (EUA).

Aos 36 anos, o atleta da 'American Top Team' revelou que pretende estudar possíveis ofertas de outras organizações e encerrar sua carreira na temporada de 2020. O brasileiro, em entrevista ao site 'MMA Fighting', também destacou quais rumos pretende seguir após pendurar as luvas de vez do esporte.

"Vamos ver quem me paga mais para competir em 2020, que provavelmente será meu último ano lutando. Abrirei minha academia da 'ATT' no primeiro semestre de 2020, e já sou um dos treinadores da ATT. E também estou entrando para a polícia aqui no sul da Flórida, tentando passar minha experiência como lutador para ajudar meus irmãos e irmãs a serem mais eficientes em um combate corpo-a-corpo", declarou Thiago.

Atualmente, Pitbull alterna vitórias e derrotas na companhia. No entanto, em seus tempos áureos, o brasileiro chegou a disputar o cinturão do Ultimate. Na época, em 2009, uma sequência de sete triunfos seguidos credenciou o meio-médio a tentar destronar o então campeão Georges St-Pierre, no UFC 100. Melhor para o canadense, que venceu por decisão unânime e manteve o título mundial.

Esporte