Topo

Tri-Mundial, Gérson preferia passes a gols: "Lançamento era um orgasmo"

Gérson fala sobre prazer de dar uma assistência - Reprodução/Fox Sports
Gérson fala sobre prazer de dar uma assistência Imagem: Reprodução/Fox Sports
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/09/2019 22h04

Meio-campista titular da seleção brasileira tricampeã mundial em 1970, Gérson foi o convidado do Debate Final de hoje (20). O Canhotinha de Ouro opinou sobre diversos assuntos e contou algumas passagens curiosas. O ex-jogador de Flamengo, Botafogo, São Paulo e Fluminense afirmou que tinha mais prazer em dar uma assistência do que em fazer um gol, e comparou a sensação da primeira a um orgasmo.

"Eu preferia mil vezes acertar um passe para gol do que marcar um gol. Você acredita nisso?. Para mim, acertar um lançamento era como um orgasmo", declarou o ex-atleta.

Gérson também opinou sobre a situação de um de seus ex-clubes, o Fluminense. Em sua opinião, o Tricolor carioca não deveria ter demitido Fernando Diniz, apesar de ele discordar da maneira de aplicar o esquema de jogo do treinador.

"Eu gosto do Fernando Diniz, do esquema de jogo dele. Eu entendo. O que me irritava é que ele tentava forçar com quem não sabia sair jogando. Não adianta querer sair jogando se o jogador não sabe. Eu não acho que ele deveria ser demitido, mas deveria mudar o esquema de jogo", afirmou.

Mais Esporte