Topo

SP tem desequilíbrio emocional e está muito abaixo do ideal, diz Mancini

do UOL

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

2019-02-17T21:57:19

17/02/2019 21h57

O diagnóstico de Vagner Mancini em sua estreia como técnico interino do São Paulo é que o time está desequilibrado emocionalmente. Em entrevista coletiva após a derrota por 2 a 1 para o Corinthians, ele afirmou que falta segurança para que seus atletas executem o treinado.

Segundo ele, o time precisa confiar mais nas próprias ações para parar de oscilar. Dependendo da rodada desta segunda-feira, os são-paulinos podem até ficar fora da zona de classificação do Campeonato Paulista.

"É difícil falar em técnica porque hoje faltou isso, mais uma vez. Difícil falar em técnica quando você tem um desequilíbrio mental. O atleta não consegue render o máximo se tiver algum problema mental. Estamos com a autoestima baixa dentro de campo. É isso que temos que corrigir. Nós oscilamos dentro do jogo e não foi parte física, nem técnica. Enxergo a gente muito abaixo do que pode render", analisou Mancini.

"Isso nos deixa chateados, mas temos que reagir. Se a gente não enxergar esses problemas, tudo fica mais difícil. Agora, a gente vai ter jogos com a semana inteira para treinar. Acho importante dar confiança e convicção para que a gente dê as mãos e siga em frente", completou.

Mancini afirmou que a arbitragem influenciou no resultado do jogo, mas que isso não foi decisivo para o resultado. Ele repetiu mais de uma vez que a equipe teve um desempenho que não é aceitável.  

"A arbitragem foi polêmica, sim, alguns lances geraram discussão dos dois lados. Mas não podemos jogar a culpa neles. São lances que chamam a atenção", analisou.

Nesta segunda-feira, o São Paulo apresenta Cuca como o novo treinador. Sua estreia, no entanto, só deve acontecer em abril. Até lá, Mancini diz que seu trabalho não sofrerá nenhuma influência e já até apontou no que vai trabalhar durante a semana. 

"Enquanto ele não assumir, não vai interferir. A gente se fala, bate papo, mas tem momento que você entra no jogo, que você está no treino e são as suas ideias inseridas. O que eu quero é tornar essa equipe leve, rápida, com muita transição, que saiba passar a linha da bola e que tenha mais volume de jogo, com mais finalizações", finalizou.

Mais Esporte