PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Zé Victor Castiel, de 'Laços de Família': 'Fui brocha do Brasil por um ano'

O ator José Victor Castiel - Edison Vara/Agência Pressphoto
O ator José Victor Castiel Imagem: Edison Vara/Agência Pressphoto
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/09/2020 08h44

Vinte anos depois da exibição original de 'Laços de Família', pela TV Globo, a emissora carioca voltou a exibir a telenovela no 'Vale a pena ver de novo' no dia 7 de setembro. Com a chance de rever seu personagem Viriato em ação, o ator gaúcho Zé Victor Castiel, 61, afirmou que 'foi o brocha do Brasil durante um ano'.

Na trama de Manoel Carlos, Viriato era um segurança apaixonado pela esposa Yvete (Soraya Ravenle) e que sofria com impotência sexual. A filha do casal, Rachel, foi interpretada por Carla Diaz.

"Fui o brocha do Brasil por um ano inteiro. Apesar disso, o que mais me marcou na questão dramática, foi a sequência em que Viriato dorme depois do almoço, se esquece de buscar a filha na escola e a garota é atropelada. A cena em que fiz observando, do vidro do hospital, a menina na cama teve um carga dramática muito interessante", disse o ator em entrevista ao Extra.

Na opinião de Zé Victor Castiel, a novela continua muito atual por tratar de muitos assuntos que ainda são considerados tabus na sociedade, como a impotência sexual de Viriato.

"Infelizmente, muitos desses tabus não foram quebrados até hoje. Quando me ofereceram esse papel, que geraria tanta controvérsia, pensei que teria um estigma para toda a vida, o que não se confirmou. No início, eu me defendia do personagem, fazia de tudo para que ele não fosse ridicularizado, mas a novela me ensinou a me entregar totalmente aos erros, defeitos, para que ficasse real. Saí uma pessoa mais tranquila e desprendida de ego", completou.

Entretenimento