PUBLICIDADE
Topo

Fifa anuncia reforma para regulamento dos agentes de futebol

Sede da Fifa em Zurique - Arnd Wiegmann/Reuters
Sede da Fifa em Zurique Imagem: Arnd Wiegmann/Reuters
do UOL

Do UOL, em São Paulo

22/01/2020 16h18

Com o objetivo de evitar abusos no futebol, o Comitê de Partes Interessadas no Futebol e o Conselho da Fifa asseguraram uma reforma relativa ao regulamento dos agentes de futebol.

Para chegarem às novas medidas, houve um extenso processo de consulta às partes envolvidas, como jogadores, clubes, ligas e associações, além dos próprios agentes.

De acordo com o comunicado divulgado pela Fifa, a intenção das mudanças é melhorar a transparência, proteger o bem-estar do jogador, aumentar a estabilidade contratual e também elevar os padrões profissionais e éticos. Ou seja, eliminar ou pelo menos reduzir as práticas abusivas que existem no futebol.

Ainda na publicação da entidade, todas as propostas sobre a regulamentação dos agentes são "sensatas, razoáveis, racionais, proporcionadas e necessárias para proteger os interesses dos jogadores e os interesses mais amplos do futebol".

Confira as medidas do pacote de reformas:

  • Estabelecimento de um limite para comissões, para evitar práticas excessivas e abusivas
  • Limitação da representação múltipla para evitar conflitos de interesse
  • Reintrodução de um sistema de licenciamento obrigatório para os agentes elevarem os padrões profissionais
  • Criação de uma câmara de compensação da Fifa, para garantir transparência financeira
  • Estabelecimento de sistema eficaz de resolução de disputas da Fifa para tratar de disputas entre agentes, jogadores e clubes
  • Divulgar e publicar todo o trabalho relacionado a agentes e transferências, visando aumentar a transparência, melhorar a credibilidade do sistema de transferência e apoios a implementação de novos regulamentos

Esporte