PUBLICIDADE
Topo

River campeão "define" cabeças de chave da Libertadores com 3 brasileiros

Marcelo Gallardo, durante final da Libertadores entre Flamengo e River Plate - REUTERS/Pilar Olivares
Marcelo Gallardo, durante final da Libertadores entre Flamengo e River Plate Imagem: REUTERS/Pilar Olivares
do UOL

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

14/12/2019 04h02

O River Plate bateu o Central Córdoba na noite de ontem na Copa da Argentina, se sagrou campeão e carimbou vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2020 ao mesmo tempo que garantiu o posto como cabeça de chave. Com isso, o Santos, que secava o atual vice-campeão continental, caiu para o pote dois.

Três brasileiros estarão no pote um durante o sorteio: Flamengo, Palmeiras e Grêmio. Ao lado do trio, Boca Juniors (ARG), River Plate (ARG), Nacional (URU), Peñarol (URU) e Olímpia (PAR) serão os cabeças de chave da edição 2020.

Para definir os clubes que figuram no pote um, a Conmebol se baseia no ranking que leva em conta o desempenho nos últimos dez anos na Libertadores, com peso decrescente, o coeficiente histórico no torneio e bônus por título nacional.

O Peixe estava mais bem colocado do que o Olímpia no último ranking, mas não participou da Libertadores deste ano e, portanto, não pontuou. O Olímpia, ao contrário, teve discreta participação no torneio, mas venceu os dois campeonatos do Paraguai e garantiu o bônus.

Além do Santos, o São Paulo também estará no pote dois do sorteio dos grupos. O Athletico-PR fica no pote três, enquanto Corinthians e Internacional figuram no pote quatro, já que terão de disputar a Pré-Libertadores ainda.

O título do River

O River fez valer o favoritismo ao bater o Central Córdoba por 3 a 0 na noite de ontem. A modesta equipe argentina subiu nesta temporada da segunda divisão para a Superliga, conquistando a vaga nos pênaltis. É apenas a terceira vez na história em que o Central Córdoba disputa o torneio da primeira divisão argentina, as últimas vezes foram em 1967 e 1971

Esporte