Topo

Autuori defende equilíbrio e sinceridade de Sasha: "A vida está chata"

Eduardo Sasha comemora gol do Santos contra o Avaí - Pierre Rosa/AGIF
Eduardo Sasha comemora gol do Santos contra o Avaí Imagem: Pierre Rosa/AGIF
do UOL

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

19/11/2019 14h05

Resumo da notícia

  • Sasha e Jorge se desentenderam em campo e atacante declarou que teve vontade de "dar um soco na cara" do lateral
  • Paulo Autuori defendeu a postura de Sasha tanto dentro quanto fora de campo
  • O cartola elogiou o equilíbrio do atacante no momento do ocorrido para não prejudicar o time e defendeu a sinceridade do jogador nos microfones
  • O Superintendente do Santos afirmou que Jorge não será multado, que o assunto está encerrado e afirmou que o clima no elenco é excelente

O conflito entre o atacante Eduardo Sasha e o lateral-esquerdo Jorge segue repercutindo no Santos. Os dois se desentenderam no clássico contra o São Paulo e, ontem, o centroavante afirmou que teve vontade de "dar um soco na cara" do camisa 3. Hoje, o Superintendente de Futebol Paulo Autuori elogiou o camisa 27 pelas duas condutas: em campo e fora dele.

Para o cartola, o equilíbrio de Sasha no momento em que poderia ter prejudicado o time e também sua sinceridade nos microfones foram dignas de aplausos. Autuori afirmou que o clima dentro do elenco é bom e que Jorge não será multado.

"Não vai haver qualquer tipo de multa, são situações que no futebol acontecem, temos vários exemplos. Gostaria de realçar a maneira sincera como o Sasha disse do que foi seu sentimento. Tenho que aplaudir o profissional que consegue manter o equilíbrio, assim como valorizar o Jorge ter pedido desculpa ao Sasha perante todo o grupo. Ambiente é excelente", disse em coletiva.

O Superintendente do Santos, que deixará o cargo ao final deste ano, questionou os julgamentos feitos ao atacante pela sua sinceridade na coletiva de ontem. Para Autuori, a "vida hoje está chata" e "não se pode mais nada".

"Episódio está morto, acabou. O que eu mais valorizo é o equilíbrio. Tenho que aplaudir. E valorizar o fato do Jorge ter falado na minha frente, depois com o Sasha e o grupo. Quando a mídia exige sinceridade e as pessoas são sinceras e massacradas? Me deu vontade, eu também tenho vontade de muitas coisas e algumas não posso fazer... Acho espetacular o cara se manter equilibrado em um momento como aquele. Eu não poderia esperar outra coisa do Sasha, fino, inteligente, cara de grupo. Jorge também é espetacular. Não significou nada além de um desentendimento. Foi colocado para fora do Jorge e demonstrou equilíbrio enorme do Sasha, que esteve aqui e foi muito sincero. A vida hoje está chata. Não se pode mais driblar por causa da coletiva, flertar porque é assédio, não se pode mais nada. Valorizo muito quando um cara vem e fala isso. Chega de mesmice. Que diversidade é essa? Defendemos livre expressão, diversidade, minorias, e quando as coisas acontecem queremos levar para o aspecto negativo? Sinceridade do Sasha acho espetáculo, assim como Jorge se tocou, falou com o grupo e acabou. Se Sasha não viesse ontem, essa pergunta viria depois. Veio, falou a verdade e está tudo bem", definiu.

O lateral-esquerdo Jorge deve estar com os dias contados no elenco do Santos, já que seu empréstimo junto ao Monaco (FRA) termina ao final desta temporada e, apesar do Peixe ter vontade de tê-lo por mais tempo, não deve conseguir viabilizar a permanência. Já Eduardo Sasha tem contato com o clube até o final de 2022

Esporte