Topo

Jogadores abandonam partida na Inglaterra após receberem insultos raciais

19/10/2019 20h03

Londres, 19 out (EFE).- Mais um episódio envolvendo atos racistas marcou o futebol europeu, desta vez aconteceu neste sábado, na partida válida pela Copa da Inglaterra entre Haringey Borough e Yeovil, quando os jogadores do time da casa abandonaram o gramado após serem insultados por torcedores visitantes.

Os jogadores do Borough deixaram o jogo aos 19 minutos do segundo tempo quando perdiam o confronto por 1 a 0. O goleiro da equipe, o camaronês Valery Pajetat, foi alvo de ataques racistas por parte da torcida do Yeovil.

Através das redes sociais, o clube explicou o motivo dos atletas terem se retirado da partida.

"O jogo foi abandonado após abuso racial. Foi uma tarde terrível. Mas deve-se dizer que 99,9% dos torcedores do Yeovil também estão enojados com o que aconteceu", disse.

A associação contra o racismo no futebol "Kick it Out" emitiu uma nota oficial confirmando o motivo da suspensão da partida e lamentou mais um episódio deste tipo no esporte.

"Isso significa que os jogadores continuam recebendo abuso discriminatório enquanto realizam seu trabalho", afirmou.

Além disso, a associação relatou os fatos à Federação Inglesa de Futebol e ajudará o clube a identificar os agressores.

Este incidente acontece na mesma semana em que jogadores negros da seleção da Inglaterra que enfrentaram a Bulgária, em Sófia, pelas Eliminatórias da Eurocopa 2020, foram insultados por torcedores búlgaros.

O episódio culminou com prisões de torcedores, além das renúncias do presidente da Federação, Borislav Mihaylov, e do treinador da seleção búlgara, Krasimir Balakov. EFE

Esporte