Topo

Criticada por Colômbia e Argentina, Fonte Nova fica sem treino do Brasil

Joédson Alves/EFE
Argentina e Colômbia deixaram a Fonte Nova fazendo críticas ao gramado Imagem: Joédson Alves/EFE
do UOL

Danilo Lavieri, Marcel Rizzo e Pedro Lopes

Do UOL, em Salvador

2019-06-17T12:21:50

17/06/2019 12h21

A seleção brasileira não treinará na Fonte Nova nesta segunda-feira. Para preservar o gramado que receberá a partida entre Brasil e Venezuela amanhã, às 21h30, o COL (Comitê Organizador Local) decidiu transferir o último trabalho de Tite para o Barradão.

A decisão foi comunicada hoje pela CBF. A Venezuela também treinaria no mesmo local e teve o seu trabalho transferido para o Estádio do Pituaçu.

É praxe em competições como a Copa América e a Copa do Mundo que os treinos na véspera da partida sejam realizados no mesmo palco do jogo. As coletivas de imprensa de Tite e Dudamel, técnicos das duas seleções, foram mantidas para campo de jogo.

Argentina e Colômbia jogaram na Fonte Nova no sábado e deixaram o estádio fazendo duras críticas ao local. Ontem, o COL emitiu nota à imprensa negando a versão das duas seleções e afirmando que o gramado estava em "excelentes condições".

Confira a nota oficial do COL:

O Comitê Organizador Local da Conmebol Copa América Brasil 2019 reforça que o gramado da Arena Fonte Nova está em excelentes condições, atendendo todos os requisitos como altura do corte, tração, umidade, compactação e resistência.

No período que antecedeu o torneio, visitas e inspeções rotineiras foram realizadas pela equipe do Comitê Organizador Local.

Com relação às atividades de manutenção do gramado, todas estão sendo feitas de forma programada e organizadas para receber os cinco jogos da competição. Vale ressaltar, também, que durante todo o jogo entre as seleções da Argentina e Colômbia, a bola rolou sem nenhuma dificuldade e o gramado não estava escorregadio.

Mais Esporte