PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Aumento de assinaturas ajuda New York Times a compensar queda na publicidade

05/08/2020 17h18

Nova York, 5 Ago 2020 (AFP) - O jornal americano The New York Times informou nesta quarta-feira(05) que obteve grandes lucros com suas assinaturas digitais, o que o ajudou a resistir a um declínio acentuado na receita de publicidade.

Segundo a publicação, os ganhos do segundo trimestre caíram 6%, para US$ 23,7 milhões, enquanto a receita diminuiu 7,5%, para US$ 404 milhões.

O jornal conquistou cerca de 669.000 novos assinantes online no trimestre, incluindo 493.000 para seu principal produto de notícias. Isso aumentou o número de assinaturas digitais para 5,7 milhões, e o total de assinaturas para 6,5 milhões, aproximando-o de sua meta de 10 milhões de assinantes.

"Demonstramos que é possível criar um círculo virtuoso no qual o investimento em jornalismo de alta qualidade promove profundo envolvimento do público, o que, por sua vez, impulsiona a receita e a capacidade de investimento", explicou o diretor-executivo que está deixando o cargo, Mark Thompson.

"É por isso que nossa redação cresce enquanto muitas são reduzidas", acrescentou.

A empresa anunciou no mês passado que Meredith Kopit Levien, de 49 anos, substituiria Thompson, que ocupou o cargo por oito anos e liderou a transformação digital do jornal.

"Ao passar o bastão para Meredith Kopit Levien em 8 de setembro, estou confiante de que o Times continuará seu caminho, mostrando que as pessoas pagarão por notícias precisas e confiáveis", disse Thompson.

Os resultados do último trimestre mostraram uma queda de 44% na receita de publicidade, atribuída à menor demanda gerada pela pandemia da COVID-19 e seus efeitos na economia.

rl/bgs/gm/jc

Entretenimento